Pular para o conteúdo principal

Exclusivo: “Eu sou gay mesmo” revela cantor gospel em áudio vazado O cantor é bastante conhecido em São Paulo e já gravou vários projetos importantes na música gospel

Publicado em: 30/07/18 
Cantor gospel Leandro Luiz (Reprodução)




A música gospel acaba de sofrer a perda de um de seus representantes no segmento pentecostal. Leandro Luiz, um cantor gospel bastante popular em São Paulo, confessou ser homossexual, em um áudio vazado a que o O Fuxico Gospel teve acesso.
Apesar de o artista não ter expressão nacional, sua carreira era bastante consistente em igrejas paulistas, e conta com vários lançamentos importantes.
Recentemente o cantor chegou a lançar um clipe, cantando um de seus sucessos mais recentes.
No áudio “vazado”, Leandro Luiz diz: “Eu sou gay mesmo e estou feliz do jeito que eu estou, tô pouco me lixando se cair na porcaria do O Fuxico Gospel, sei que  vou decepcionar muitas pessoas que acompanham meu ministério”.
Ouça:

Leandro Luiz passou a usar outro perfil nas redes sociais, onde se apresenta como Leeh Bernard.
Em uma de suas contas, ele publicou um vídeo em que aparece cantando uma de suas canções, bem ao estilo ré-té-té, Assista:


Cantor gospel sai do armário e lança CD vestido de mulher na capa

O ex-cantor gospel Lucas Fernandes decidiu sair do armário e assumir sua homossexualidade.
Com uma carreira em ascensão na música gospel, o cantor fez algumas parcerias interessantes, chegou a ganhar até prêmios como cantor revelação.
Ainda em 2016, lançou um clipe com a cantora Jéssica Augusto, em que interpretou uma composição de Anderson Freire.
Na agenda, sempre tinha congressos e cultos festivos em igrejas, Lucas se destacava pela “pegada” pentecostal e avivalista, mas parece que não era isso que o jovem e promissor cantor queria para sua carreira.
Esta semana, ele divulgou em seu Facebook a capa do seu novo EP, “Homem ou Mulher”. Mudou o nome para Lucas Miziony, e aparece vestido de mulher na capa do disco.
Ele também divulgou uma das músicas que irão integrar o EP.
Ouça:
Confira o último clipe do cantor, ainda no segmento gospel
Em 2016, Lucas foi premiado na categoria Top 10 do Troféu de Ouro.
Veja a capa do EP que está sendo lançado:
Informações do Site:O Fuxico Gospel

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"A gente vai dar é porrada se não respeitarem a gente", ameaça Lula, após protestos.

O Ex presidente condenado Lula, enfrentando protestos por todos os lugares por onde passa sua "caravana" pelo Sul do Brasil, subiu o tom das ameaças. Lula disse: "A gente vai dá é porrada se não respeitarem a gente", chamando os cidadãos que pedem sua prisão de fascistas.

Fico imaginando o que ele faria se estivesse no poder hoje. Seria mais um Maduro tupiniquim, um ditador cerceando a nossa liberdade e dando ração ao povo.

Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné Equatorial e Congo não investirão mais no Brasil se Bolsonaro for eleito.

Bolsonaro já disse, não tem acordo com a esquerda, países como, Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné equatorial, Congo e entre outros, não levarão nenhum centavo do povo brasileiro.

O Paí já colocou R$ 42 Bilhões na Ilha que ficou mais conhecida como Ilha de Fidel. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.
Uma risonha presidente Dilma Rousseff inaugurou, ao do ditador cubano Raúl Castro, a primeira fase do Porto de Mariel, em Havana.

 Na época a presença de Dilma se devai a uma razão principal : a conta foi paga por ela- na verddae, por todos os brasieliros. O Mariel custou US$ 957 milhões de dólares, dos quais US4 802 milhões vieram de financiamento concedido pelo banco nacional de Desenvolvimento Econômico e Social(BNDES).

 O montante equivale a 2 bilhões. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.

Istoé notícia-Jornal 21 Brasil

TSE suspende propaganda do PT que associa Bolsonaro à tortura

Luis Felipe Salomão, do TSE, suspendeu a propaganda eleitoral em que a coligação petista associa Jair Bolsonaro à ditadura e à tortura.

O ministro atendeu o pedido da defesa de Bolsonaro, que alegou que o programa veiculado viola a lei eleitoral, “uma vez que incute medo na população ao sugerir que se o candidato Jair Bolsonaro for eleito vai perseguir e torturar eventuais opositores políticos”.

“O tribunal tem feito um esforço no sentido de elevar o nível do debate para se evitar a disseminação desse clima de pânico que estão criando”, disse o advogado de Bolsonaro, Tiago Ayres, a O Antagonista.