Pular para o conteúdo principal

Grupo sorteia camiseta com expressão "b... rosa" usada em vídeos machistas.


Reprodução



Camisa citando a expressão machista é sorteada na Rússia


Do UOL, em Samara (Rússia)

Felipe Pereira

A expressão b... rosa entrou no VK, o Facebook russo, e se tornou símbolo de um grupo machista. As publicações são cheias de comentários de homens destratando as mulheres de seu país e reclamando que elas estão confraternizando com estrangeiros. Os administradores chegaram ao ponto de promover o sorteio de uma camiseta que inclui a frase: "keep calm & b... rosa".

O vencedor será conhecido em 15 de julho, data da final da Copa do Mundo. Para participar, os concorrentes devem seguir o grupo no VK, curtir e compartilhar o post do sorteio. Os comentários incluem brincadeiras, memes desabonando as russas e agressões.

O termo b... rosa ficou conhecido na Rússia e no Brasil depois que torcedores brasileiros fizeram uma mulher russa repetir a expressão sem que tivesse conhecimento do que falava. O vídeo foi colocado nas redes sociais e causou indignação no Brasil pelo tratamento machista e por se aproveitar do desconhecimento da língua portuguesa para colocar uma pessoa em situação constrangedora.
Foi o primeiro de uma séria de casos que envolveu turistas de outros países participantes do Mundial sendo machistas com as anfitriãs. Na Rússia, a reação foi diferente e não houve reprovação da sociedade. Além disso, os homens passaram a reclamar de as mulheres estarem ficando com estrangeiros.
Grupos foram criados no VK e o "b... rosa" é o mais ativo. Ele nem é tão numeroso, tem 5 mil integrantes, mas compartilha memes e tem várias mensagens machistas. A grande atividade na rede social fez com que o termo fosse assunto dos principais jornais da Rússia.

Uol conteúdo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"A gente vai dar é porrada se não respeitarem a gente", ameaça Lula, após protestos.

O Ex presidente condenado Lula, enfrentando protestos por todos os lugares por onde passa sua "caravana" pelo Sul do Brasil, subiu o tom das ameaças. Lula disse: "A gente vai dá é porrada se não respeitarem a gente", chamando os cidadãos que pedem sua prisão de fascistas.

Fico imaginando o que ele faria se estivesse no poder hoje. Seria mais um Maduro tupiniquim, um ditador cerceando a nossa liberdade e dando ração ao povo.

Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné Equatorial e Congo não investirão mais no Brasil se Bolsonaro for eleito.

Bolsonaro já disse, não tem acordo com a esquerda, países como, Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné equatorial, Congo e entre outros, não levarão nenhum centavo do povo brasileiro.

O Paí já colocou R$ 42 Bilhões na Ilha que ficou mais conhecida como Ilha de Fidel. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.
Uma risonha presidente Dilma Rousseff inaugurou, ao do ditador cubano Raúl Castro, a primeira fase do Porto de Mariel, em Havana.

 Na época a presença de Dilma se devai a uma razão principal : a conta foi paga por ela- na verddae, por todos os brasieliros. O Mariel custou US$ 957 milhões de dólares, dos quais US4 802 milhões vieram de financiamento concedido pelo banco nacional de Desenvolvimento Econômico e Social(BNDES).

 O montante equivale a 2 bilhões. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.

Istoé notícia-Jornal 21 Brasil

TSE suspende propaganda do PT que associa Bolsonaro à tortura

Luis Felipe Salomão, do TSE, suspendeu a propaganda eleitoral em que a coligação petista associa Jair Bolsonaro à ditadura e à tortura.

O ministro atendeu o pedido da defesa de Bolsonaro, que alegou que o programa veiculado viola a lei eleitoral, “uma vez que incute medo na população ao sugerir que se o candidato Jair Bolsonaro for eleito vai perseguir e torturar eventuais opositores políticos”.

“O tribunal tem feito um esforço no sentido de elevar o nível do debate para se evitar a disseminação desse clima de pânico que estão criando”, disse o advogado de Bolsonaro, Tiago Ayres, a O Antagonista.