Pular para o conteúdo principal

Bolsonaro foi o candidato no Roda Viva com maior audiência no YouTube





228 mil pessoas assistiram ao vivo

Ciro teve 123 mil; Alckmin, 90 mil
Vídeo segue hoje como o mais visto
Logotipo do Roda Viva, programa que tem entrevistado candidatos a presidentereprodução da TV


O programa Roda Viva, da TV Cultura (empresa estatal do governo de São Paulo), tem entrevistado os principais candidatos a presidente neste ano de 2018. O programa com Jair Bolsonaro (PSL), exibido na 2ª feira (30.jul.2018), foi o que teve a maior audiência na transmissão ao vivo pelo YouTube, com 1 pico de 228.000 pessoas assistindo num determinado momento.


Antes de Bolsonaro, o outro programa Roda Viva de grande audiência havia sido a entrevista com o juiz federal Sérgio Moro, com aproximadamente 130.000 pessoas assistindo ao vivo ao mesmo tempo. Geraldo Alckmin (PSDB) teve pico de 90.000. Ciro Gomes, 123.000.

No Facebook, a transmissão do programa que teve Bolsonaro como entrevistado contabiliza na tarde desta 3ª feira mais de 2,8 milhões de visualizações; mais de 72 mil compartilhamentos e 277 mil comentários.

As postagens semelhantes da página do Roda Viva sobre as edições com Geraldo Alckmin e Ciro Gomes alcançam 254 mil e 1 milhão de visualizações, respectivamente.

O programa com o militar também impulsionou a audiência do Roda Viva pela TV.Dados preliminares do Ibope indicam que a entrevista registrou 2,4 pontos de média. As edições com Ciro Gomes e Alckmin atingiram média de 1,1 e 0,4 ponto, respectivamente.
BATALHA VIRTUAL

Bolsonaro e Alckmin disputam parcelas comuns do eleitorado, situadas do centro à direita no espectro político. O tucano tem enfrentado dificuldades para ter relevância na internet, terreno no qual Bolsonaro navega com mais facilidade.

A vantagem do candidato do PSDB é que terá cerca de 40% do tempo de rádio e de TV durante a propaganda eleitoral, que começa no fim de agosto. Já o capitão do Exército na reserva, por enquanto, está com menos de 10 segundos por dia.

No caso das audiências de vídeos ao vivo, a maior de 2018 foi a obtida pela transmissão do youtuber Felipe Neto, que acompanhou a convocação da seleção brasileira de futebol: 350.000 pessoas assistindo ao mesmo tempo.

A audiência de vídeos na internet é maior depois que o arquivo fica à disposição para os interessados assistirem quando quiserem –“on demand”, como se diz no jargão desse mercado. No caso de Bolsonaro, o arquivo com a entrevista do candidato do PSL amanheceu nesta 3ª feira com o número 1 na lista dos “em alta” do YouTube. Às 8h30 já acumulava 210.000 visualizações.

Geraldo Alckmin, entrevistado em 23 de julho de 2018, tinha menos visualizações: 139.057. Ciro Gomes, que esteve no Roda Viva em 28 de maio de 2018 já acumula 1.293.480 de visitas ao seu vídeo.
BOLSONARO: CANAL PRÓPRIO

Bolsonaro disse estar irritado com o tratamento que vem recebendo dos administradores de redes sociais. O candidato do PSL decidiu na semana passada criar suas próprias plataformas para divulgar o que pensa. No início de junho de 2018, seu canal no YouTube ficou fora do ar e perdeu mais de 500 mil seguidores. Depois, o sistema foi restabelecido.

O militar agora tem a TV Bolsonaro, que é 1 aplicativo na internet para ser acessado a partir de dispositivos móveis –não em computadores.

A TV Bolsonaro só pode ser vista por meio do app Mano, disponível para celulares com sistema Android ou iOS. De acordo com o app, o canal do candidato já conta com quase 30 mil inscritos.

Poder360

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné Equatorial e Congo não investirão mais no Brasil se Bolsonaro for eleito.

Bolsonaro já disse, não tem acordo com a esquerda. países como, Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola Guiné equatorial Congo e entre outros, não levarão nenhum centavo do povo brasileiro.

O Paí já colocou R4 2 Bilhões na Ilha que ficou mais conmhecida como Ilha de Fidel. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.
Uma risonha presidente Dilma Rousseff inaugurou, ao do ditador cubano Raúl Castro, a primeira fase do Porto de Mariel, em Havana.

 Na época a presença de Dilma se devai a uma razão principal : a conta foi paga por ela- na verddae, por todos os brasieliros. O Mariel custou US$ 957 milhões de dólares, dos quais US4 802 milhões vieram de financiamento concedido pelo banco nacional de Desenvolvimento Econômico e Social(BNDES).

 O montante equivale a 2 bilhões.Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.

Istoé notícia-Jornal 21 Brasil

Justiça condena Juca Kfouri a pagar R$ 30 mil a Bolsonaro

A 26ª Câmara Cível do Rio determinou que Juca Kfouri e a ESPN paguem indenização de R$ 30 mil, mais correção e juros, por dano moral a Jair Bolsonaro, informa a Veja.

O presidenciável, porém, terá de indenizar o jornalista em R$ 6.000.

O caso começou em 2016, quando Kfouri criticou o comportamento de dois torcedores do Fluminense, comparando-os a torturadores e dizendo que deviam ser apoiadores de Bolsonaro.



Em resposta, o deputado gravou um vídeo com a camisa do Fluminense em que dizia que o jornalista estava “merecendo levar uns tabefes pra aprender a ser homem”.

Em seguida, Bolsonaro entrou com a ação por dano moral, alegando que na vida militar jamais participou de tortura. Na defesa, Kfouri negou ofensa à honra do hoje presidenciável.

Raquel Dodge manda mais um recado a Lula

Neste momento, Raquel Dodge está discursando na cerimônia de posse de Rosa Weber como presidente do TSE.

A procuradora-geral da República, registra o site BuzzFeed, mandou mais um recado para o presidiário de Curitiba e seu partido: a Lei das Inelegibilidades deve ser cumprida.

Recursos protelatórios, acrescentou Dodge, devem ser derrubados para garantir que só dispute a eleição quem realmente está legalmente apto para isso.



A Justiça Eleitoral, prosseguiu a PGR, tem o dever de “anunciar o quanto antes” quem pode ser candidato nas eleições.