Pular para o conteúdo principal

Viviane Senna se reúne com Jair Bolsonaro e deverá contribuir com o futuro governo na área da Educação






A irmã do maior ídolo nacional de todos os tempos e presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna, visitou ontem o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). O filho do presidenciável Carlos Bolsonaro mostrando a ela um capacete de Ayrton Senna. Ele se emociona após abraçar a irmã do piloto.


Viviane é um dos nomes mais importantes no terceiro setor ligado à educação no País. O instituto que preside faz parcerias com governos para apoiar escolas. Uma das grandes bandeiras atuais é a defesa das chamadas habilidades socioemocionais – como empatia, resolução de problemas e trabalho em equipe. Para Viviane, elas deveriam estar cada vez mais presentes nos currículos.


Viviane e Bolsonaro discutiram desafios da Educação no Brasil. Há rumores de que Viviane Senna pode contribuir para um futuro Ministério de Bolsonaro, virtualmente eleito presidente do Brasil.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bolsonaro dá cartão vermelho para presidente do Inep

Bolsonaro negou rumores sobre o nome de Maria Inês Fini, presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), para assumir o MEC. O presidente eleito Jair Bolsonaro rejeitou nesta segunda-feira (19) o nome da presidente do Inep, Maria Inês Fini, negando rumores de que ela estaria cotada para comandar o Ministério da Educação (MEC) em seu governo. Em entrevista concedida em frente à sua residência, o futuro chefe de Estado foi questionado sobre Maria Inês assumindo o MEC. Bolsonaro respondeu: Essa aí não esteve à frente da prova do Enem [Exame Nacional do Ensino Médio]? É cartão vermelho, não tem nem amarelo. Após a aplicação prova deste ano, Bolsonaro fez críticas ao exame e disse que quer ter conhecimento prévio do conteúdo das questões em 2019, conforme noticiou a Renova Mídia.

Renova Mídia

Cai a máscara: a hipocrisia de Cláudia Leitte (Veja o Vídeo)

A cantora Cláudia Leite fez um verdadeiro estardalhaço nas redes sociais em função de uma brincadeira do apresentador Sílvio Santos. Sílvio, em tom de galhofa, recusou um abraço de Cláudia sob o pretexto de que "esse negócio de abraço me deixa excitado". Tais fatos proporcionados por Sílvio Santos, queiram ou não, um idoso de 87 anos, geraram um desabafo choroso e desproporcional da cantora. Um absurdo quando se constata que Claudia, numa posição de superioridade em relação a outro homem, como jurada de um concurso musical, fez brincadeira semelhante e visivelmente constrangeu o rapaz. Caiu a máscara! Veja o vídeo:
Jornal da Cidade

Apenas 1 governador do Nordeste na reunião com Bolsonaro

O petista Wellington Dias foi o único nordestino a participar do encontro de governadores em Brasília, nesta quarta-feira (14), que contou com a presença do presidente eleito Jair Bolsonaro. O primeiro encontro do presidente eleito Jair Bolsonaro com governadores ocorreu nesta quarta-feira (14), em Brasília. O evento foi um almoço organizado pelos próximos chefes do Executivo do Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro. A ausência de governadores do Nordeste, todos do campo da oposição e que apoiaram o adversário, Fernando Haddad (PT). Ibaneis Rocha (MDB), futuro governador do DF, um dos organizadores do evento, tentou colocar panos quentes na ausência. O governador eleito garantiu: O Renan Filho (MDB-AL), por exemplo, nos comunicou que está em viagem. Não há retaliação. Acredito que todos querem se integrar a esse novo modelo de administração.
Adaptado da fonte Metrópoles