Pular para o conteúdo principal

PMs são condecorados após salvar idosa feita refém



Policiais também levaram buquê de flores para a senhora



PMs foram condecorados / Foto: Reprodução/Facebook
Idosa recebeu flores / Foto: Reprodução
Idosa recebeu flores / Foto: Reprodução/Facebook
Idosa recebeu flores / Foto: Reprodução/Facebook
PMs foram condecorados / Foto: Reprodução/Facebook
PMs foram condecorados / Foto: Reprodução/Facebook
1 de 6

Em Valença, no interior do Rio de Janeiro, os policiais militares que salvaram uma idosa que tinha sido refém foram condecorados pelo Comandante do 10° Batalhão de Polícia Militar, Tenente Coronel M. Teixeira, na Sede do 10°Batalhão de Polícia Militar. A cerimônia de reconhecimento pelo serviço deles aconteceu nesta quarta-feira (5), mesmo dia em que a senhora ficou sob poder de um ladrão.




Tereza de Jesus Ferreira Sacramento, de 83 anos, voltou a encontrar os policiais na tarde desta quarta durante uma visita que recebeu da corporação. Na ocasião, ela ganhou um buquê de flores que foi entregue pelos agentes.

A celebração pela preservação da vida de Dona Tereza ganhou destaque neste dia. Pela manhã ela estava a caminho de uma farmácia quando acabou mantida refém por um bandido em fuga. O homem tinha acabado de roubar uma joalheria e ameaçou atirar nela caso a polícia não o deixasse escapar.

Temendo pela vida da senhora, os policiais atiraram no ladrão, que acabou morrendo. A ação da polícia foi elogiada em todo o país. Nas redes sociais, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) também se manifestou sobre o caso, expressando satisfação com a conduta aplicada contra o bandido.

– Parabéns aos Policiais Militares de Valença, que salvaram a senhora de 83 anos feita refém por um bandido covarde, ficando mais de 10 minutos com uma arma apontada para sua cabeça. Belo trabalho! A vida do cidadão de bem sempre deve ser prioridade! – declarou.

Parabéns aos Policiais Militares de Valença-RJ que salvaram a senhora de 83 anos feita refém por um bandido covarde, ficando mais de 10 minutos com uma arma apontada para sua cabeça. Belo trabalho! A vida do cidadão de bem sempre deve ser prioridade!
21,6 mil pessoas estão falando sobre isso


Pleno News

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tite se recusa a encontrar Jair Bolsonaro

Enquanto a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) tenta se aproximar de Jair Bolsonaro, o técnico Tite quer distância do presidente eleito. Ao ser questionado se aceitaria encontrar o presidente eleito Jair Bolsonaro em solenidade oficial antes ou depois da Copa América, o treinador foi direto. Segundo informações da “Folha“, Tite afirmou: Não. Eu continuo com a mesma opinião. A minha atividade não se mistura e eu não me sinto confortável em fazer essa mistura. Não. Curiosamente, em 2012, após vencer a taça Libertadores da América no comando do Corinthians, o técnico Tite não viu problemas em visitar o então presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva.

Quem é o passageiro que Lewandowski mandou prender em voo

O passageiro levado pela Polícia Federal a mando de Ricardo Lewandowski durante voo da Gol é o advogado Cristiano Caiado Acioli, filho da subprocuradora Helenita Caiado – que chegou a presidir o CNMP.

Em vídeo que O Antagonista reproduziu mais cedo, Acioli chama Lewandowski e diz: “O Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando eu vejo vocês.”

Depois, em novo vídeo, protestou por ter seu direito de expressão cerceado.

Votou em Jair Bolsonaro. O Antagonista

Viagem em jatinho pode ter tirado Magno Malta do ministério de Bolsonaro

Magno Malta parece ter saído da lista de ministeriáveis após Jair Bolsonaro receber informações de que ele viajou em aeronave sem informar a Justiça Eleitoral. O presidente eleito Jair Bolsonaro decidiu cortar da lista de possíveis ministros o senador Magno Malta (PR-ES) após receber informações de que o aliado fez viagens para aproximar o empresário Eraí Maggi da campanha do PSL. Malta também teria utilizado sua proximidade com Bolsonaro para defender nomes que poderiam compor um eventual governo. Chegou ao conhecimento do futuro chefe de Estado que o empresário Maggi teria colocado à disposição de Malta um jatinho particular para alguns deslocamentos e ainda aberto sua fazenda para encontro com ruralistas. Malta não registrou deslocamentos em jatinhos do empresário nas prestações de conta ao TSE.