Pular para o conteúdo principal

A palavra cristão não está no vocabulário de Hillary Clinton



A ex-chanceler s Estados Unidos, Hillary Clinton, utilizou as redes sociais para lamentar as vítimas da série de ataques terroristas contra hotéis e igrejas cristãs no Sri Lanka neste domingo (21) de Páscoa. Pelo menos 290 pessoas morreram e mais de 500 ficaram feridasNeste domingo de Páscoa, Hillary nos concedeu mais um claro exemplo da falta da empatia dos membros do partido democrata dos EUA com os cristãos.
A ex-chanceler dos Estados Unidos, Hillary Clinton, utilizou as redes sociais para lamentar as vítimas da série de ataques terroristas contra hotéis e igrejas cristãs no Sri Lanka neste domingo (21) de Páscoa. Pelo menos 290 pessoas morreram e mais de 500 ficaram feridas.
“Neste fim de semana sagrado para muitas religiões, devemos nos unir contra o ódio e a violência. Estou orando por todos os que foram afetados pelos terríveis ataques de hoje aos adoradores da Páscoa e viajantes no Sri Lanka”, escreveu Clinton.
A mensagem de Hillary nos apresenta mais um claro exemplo do motivo pelo qual o Partido Democrata foi derrotado pelo presidente Donald Trump nas eleições de 2016 nos Estados Unidos.
A líder democrata aparentemente não possui o termo “cristão” no seu vocabulário. Adoradores da Páscoa? Confesso que é a primeira vez que ouvi falar desta expressão.
A série de explosões no Sri Lanka foi um ataque direto contra a minoria cristã no país asiático.
Igrejas foram bombardeadas quando fiéis participavam de missas celebrando a Páscoa, uma das datas mais importantes do Cristianismo.
O porta-voz do governo do Sri Lanka, Rajitha Senaratne, anunciou nesta segunda-feira (22) que um grupo islamita local, chamado National Thowheeth Jama’ath (NTJ), é o responsável pelo massacre, como noticiou a RENOVA.
As explosões coordenadas de ontem colocam em evidência a perseguição aos cristãos na Ásia, onde governantes têm chegado ao poder enfatizando suas origens étnicas e religiosas.
Qual a dificuldade de Hillary Clinton em denunciar a perseguição aos adeptos do Cristianismo diante de tantas evidências? Será que a ex-chanceler mantém este mesmo comportamento quando o alvo do ataque é um muçulmano?
As redes sociais mostram que não.
O perfil @oiluiz no microblog Twitter apontou a diferença no tom da mensagem de Hillary após o massacre contra uma mesquita em Chirstchurch, na Nova Zelândia, algumas semanas atrás.
“Hillary no ataque à mesquita: ‘Islamofobia, comunidade muçulmana, supremacistas brancos’

Hillary no ataque à igreja: ‘Ataques feitos a adoradores da Páscoa e viajantes’ 

A mulher não consegue nem falar ‘Cristãos'”

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné Equatorial e Congo não investirão mais no Brasil se Bolsonaro for eleito.

Bolsonaro já disse, não tem acordo com a esquerda, países como, Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné equatorial, Congo e entre outros, não levarão nenhum centavo do povo brasileiro.

O Paí já colocou R$ 42 Bilhões na Ilha que ficou mais conhecida como Ilha de Fidel. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.
Uma risonha presidente Dilma Rousseff inaugurou, ao do ditador cubano Raúl Castro, a primeira fase do Porto de Mariel, em Havana.

 Na época a presença de Dilma se devai a uma razão principal : a conta foi paga por ela- na verddae, por todos os brasieliros. O Mariel custou US$ 957 milhões de dólares, dos quais US4 802 milhões vieram de financiamento concedido pelo banco nacional de Desenvolvimento Econômico e Social(BNDES).

 O montante equivale a 2 bilhões. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.

Istoé notícia-Jornal 21 Brasil

TSE suspende propaganda do PT que associa Bolsonaro à tortura

Luis Felipe Salomão, do TSE, suspendeu a propaganda eleitoral em que a coligação petista associa Jair Bolsonaro à ditadura e à tortura.

O ministro atendeu o pedido da defesa de Bolsonaro, que alegou que o programa veiculado viola a lei eleitoral, “uma vez que incute medo na população ao sugerir que se o candidato Jair Bolsonaro for eleito vai perseguir e torturar eventuais opositores políticos”.

“O tribunal tem feito um esforço no sentido de elevar o nível do debate para se evitar a disseminação desse clima de pânico que estão criando”, disse o advogado de Bolsonaro, Tiago Ayres, a O Antagonista.

Dilma e Gleisi vão a Cuba 'denunciar' situação de Lula no Foro de São Paulo

A ex-presidente Dilma Rousseff e a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, viajam na semana que vem para Cuba para participar do encontro anual do Foro de São Paulo, que congrega partidos políticos e organizações de esquerda da América Latina. Ali, as duas pretendem "fazer uma denúncia" sobre a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os petistas classificam como "prisão política".


"Eu vou agora para o Foro de São Paulo fazer uma denúncia também. Dilma vai, resolvemos ir para fazer a denúncia do que está acontecendo", disse Gleisi ao Valor PRO. "Nós vamos ter todos os partidos de esquerda e centro-esquerda da América Latina reunidos lá, autoridades. E nós vamos para denúncia internacional." O encontro ocorre em Havana entre o domingo, 15 de julho, e a terça, 17. No site da entidade, já há destaques para a prisão do ex-presidente, como um "Mapa de Mobilização Mundial Lula Livre" e manifestações de políticos e entidades…