Pular para o conteúdo principal

Bolsonaro aciona o MEC contra o vestibular exclusivo para TRANS


Hoje pela manhã, os principais veículos noticiaram sobre um vestibular exclusivo para TRANS na Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab). O processo oferece 120 vagas no Ceará e na Bahia, com inscrições abertas de 15 a 24/7/2019. A modalidade é inédita no Brasil. Cabe ressaltar que outras universidades já haviam estabelecido cotas para esse público, mas dentro dos seus processos seletivos habituais. De acordo com a Revista Veja, ao descobrir, o presidente Jair Bolsonaro mandou acionar o ministro da Educação – Abraham Weintraub, para apurar o caso e adotar as devidas providências.

A princípio, para concorrer, os candidatos teriam que redigir um texto com um relato sobre a trajetória de vida, trajetória escolar e quais são as suas expectativas sobre o ingresso em uma universidade pública.

Ao mesmo tempo, para poder concorrer às vagas propostas, era necessário entregar uma autodeclaração, com a indicação da sua identidade de gênero. Ou seja, se é travesti, transexual, não-binário ou intersexual. De acordo com a universidade, são definidas as categorias em glossário da Organização das Nações Unidas.

Todos os estudantes selecionados nesta etapa, teriam os seus relatos avaliados, passando por um teste de redação em Língua Portuguesa, que pode contemplar temas como os desafios da família contemporânea, prevenção ao Bullying e políticas de inclusão social no mercado de trabalho e na universidade. O edital completo, você pode
conferir aqui.

As demais vagas da universidade, voltadas para os brasileiros, continuam a serem ocupadas pelo SISU – Sistema de Seleção Unificada, que considera as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio – Enem.

Todavia, como o presidente Jair Bolsonaro é contra o tema, deverá tentar cancelar de alguma forma o processo seletivo.



Informação Revista Veja

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné Equatorial e Congo não investirão mais no Brasil se Bolsonaro for eleito.

Bolsonaro já disse, não tem acordo com a esquerda, países como, Cuba, Venezuela, Bolívia, Angola, Guiné equatorial, Congo e entre outros, não levarão nenhum centavo do povo brasileiro.

O Paí já colocou R$ 42 Bilhões na Ilha que ficou mais conhecida como Ilha de Fidel. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.
Uma risonha presidente Dilma Rousseff inaugurou, ao do ditador cubano Raúl Castro, a primeira fase do Porto de Mariel, em Havana.

 Na época a presença de Dilma se devai a uma razão principal : a conta foi paga por ela- na verddae, por todos os brasieliros. O Mariel custou US$ 957 milhões de dólares, dos quais US4 802 milhões vieram de financiamento concedido pelo banco nacional de Desenvolvimento Econômico e Social(BNDES).

 O montante equivale a 2 bilhões. Dinheiro que poderia modernizar nossos aeroportos, portos e rodovias.

Istoé notícia-Jornal 21 Brasil

TSE suspende propaganda do PT que associa Bolsonaro à tortura

Luis Felipe Salomão, do TSE, suspendeu a propaganda eleitoral em que a coligação petista associa Jair Bolsonaro à ditadura e à tortura.

O ministro atendeu o pedido da defesa de Bolsonaro, que alegou que o programa veiculado viola a lei eleitoral, “uma vez que incute medo na população ao sugerir que se o candidato Jair Bolsonaro for eleito vai perseguir e torturar eventuais opositores políticos”.

“O tribunal tem feito um esforço no sentido de elevar o nível do debate para se evitar a disseminação desse clima de pânico que estão criando”, disse o advogado de Bolsonaro, Tiago Ayres, a O Antagonista.

Cid Moreira reaparece e comove o Brasil: ”Vivo minha fase final”

Apresentador que marcou a história do ‘Jornal Nacional’ fala sobre os 90 anos. Famoso durante muito tempo por dar o ‘boa noite’’ no ‘’Jornal Nacional’’, Cid Moreira agora é mais conhecido por ser a ‘’’voz de Deus’’ [VIDEO]. Aos 90 anos de idade, o jornalista investe o seu tempo nas narrações de textos bíblicos e comove milhares de cristãos. Cid Moreira recusou-se a fazer propaganda milionária ao lado de Fátima Bernardes Cid é casado com Fátima Moreira há 16 anos e deu uma entrevista ao portal de notícias UOL sobre o fato de estar completando 90 anos com a saúde em dia. “Vivo minha fase final”, afirmou. Entre os muitos fatos pitorescos de sua vida narrados na reportagem, Moreira revela que se recusou a receber R$ 2 milhões para fazer uma propaganda de carne ao lado de Fátima Bernardes. A celebridade, na época, teria recebido R$ 5 milhões para o comercial. O jornalista também chegou a injetar silicone líquido no rosto, o que o fez quase perder a visão de um dos olhos. Filho processa Ci…