Subscribe:

31 de julho de 2010

Recebi da Vovò Noemia e repasso este selinho com carinho!









Aos blogs: 
Djalma CMF-Poesias,
Essa vida Real blog da Dianne,
blog do Hubner, Recorte do Eder.
Família Em foco blog da Elaine,
Escritura em foco blog do Luciano Vieira
O guarda de Israel blog do Aldo Santos
blog do Alan Capriles
O selo e o prêmio servem de reconhecimento e incentivo
ao trabalho dos blogueiros espalhados por todo o Brasil,
criando uma rede de indicações e blogs.

CARTA ABERTA A CHICO ANYSIO

fonte

DEUS? QUE DEUS?

"Mas e então? Que Deus é este que deixa que morra um menino de 18 anos, à espera de começar seu caminho na vida e deixa vivo e solto o animal que o atropelou, o débil mental que faz de um tunel uma pista de corrida e simplesmente arranca da vida um ser bonito, jovem, ansioso por começar a viver, filho de uma mãe maravilhosa, como colega, como amiga e como pessoa? Para onde Deus estava olhando quando isto aconteceu? Para onde ele olha enquanto negras magérrimas juntam areia a um pouco de água suja e dão para seus filhos na esperança de o salvar? Não é Ele que tudo sabe e que tudo vê? E como não vê o eterno inferno em que vivem judeus e palestinos por causa de dois palmos de terra? Deus é onipresente? E quando o Bruno matou ou mandou matar a mulher que lhe dera um filho e dele desejava o dinheiro suficiente para a criança sobrevier? Deus é onisciente? Então ele sabia que o Rafael teria que morrer naquele dia, naquela hora e daquele modo. Sendo assim, meus amigos eu deixo à disposição de todos a minha parte de Deus porque se Ele tem e é tantos “onis” e o mundo está como está, eu prefiro ficar sozinho."

Chico Anysio

A vida e a morte são dois lados da mesma moeda. São irmãs siamesas que se unem de modo sucessivo; primeiro a vida, depois a morte.
Não haveria devoção a Deus se o ser humano fosse conservado e fadado a morrer apenas na velhice – um mero infarto. Por que haveria descrença justificada na morte prematura de um ser vivo?

Fato é que por crermos que Deus é uma espécie de garçom galáctico, ele haveria de nos poupar das fatalidades cruéis e nos abastar conforme o desejo de cada um.
Esse Deus não existe e se existisse, ele seria o responsável pela morte do Rafael, filho da Cissa Guimarães.

O Deus que você deixou de crer e o Deus que a grande massa crê são uma, a extremidade da outra, e está abaixo da linha do horizonte daquilo que de fato é e existe.

A percepção de que há um Deus não é apenas fator de necessidade, é uma identidade do Homem e o que apenas vai se esvaindo pela história no rolo compressor da evolução do pensamento, são as teorias a cerca dele.

Hoje, você desiste e abandona suas suspeições de que Ele existe, porém, saiba: ninguém crê ou descrê nele por desistência ou esforço intelectual.

Se suas agruras lhe fizeram perder a fé, permita-me dizer que você perdeu apenas o “apetite” de sustentar suas convicções de crenças.

A fé não é convicção de nada que não seja um eco daquilo que ressoa dentro do coração humano.

Um grande e bom coração que ressoa amor, não pode confessar incredulidade. Um grande e bom coração é encontrado por Deus mesmo em face de decepção, ignorância e ceticismo.

Ainda que a boca humana confesse algo, nem sempre o que dizemos, de fato, é o que cremos.
Há quem diz, publicamente, “sim” sobre Deus, porém o coração diz “não”. Há quem diz,
publicamente, “não” sobre Deus, porém o coração diz “sim”.
Outra coisa, Deus não tem respostas. Deus é a própria resposta. A resposta dele é que ele reconciliou o Homem ao seu seio e debaixo de sua dextra, tudo nasce, tudo cresce, tudo morre e em morrendo, tudo volta a ter vida nele e para sempre.
Somos e sempre seremos filhos dele com toda a nossa revolta contra Ele e com todo o nosso entulho de informação que especulamos a respeito dele.

Hoje, você proclama independência intelectual a respeito de Deus, porém somente uma coisa validaria e isso não tem a ver com suas convicções, tem a ver com quem você é, como você viveu e como você se relaciona dentro deste elo de vida humana.

Bem-aventurado é aquele que consegue reverberar em convicção aquilo que ele não creu com palavras, mas com jeito de ser e viver.

Nós somos tão pueris que não cabe a nós saber quem somos através do que cremos cabe a Deus saber e julgar o que de fato cremos pelo o que de fato somos.

O amor de Deus não tapa buraco existencial e não impede de que tragédias aconteçam. O amor de Deus é o chão que acolhe todo o suor e sangue e faz brotar esperança, amparo e unidade com o seu próprio semelhante.

Na angústia, Deus é “Deus em você e em mim” ao que sofre, ao que geme. Choremos e cuidemos uns dos outros.
Chico Anysio, esta carta é expressão de minha admiração a você e consciência de que quem sabe melhor de nós, é Deus.



Abraços fraternos,
Moisés Lourenço

29 de julho de 2010

O Segredo do Casamento








Meus amigos separados não cansam de me
perguntar como eu consegui ficar casado trinta anos com a mesma mulher. As mulheres, sempre mais maldosas que os homens, não perguntam a minha esposa como ela consegue ficar casada com o mesmo homem, mas como ela consegue ficar casada comigo.
Os jovens é que fazem as perguntas certas, ou seja, querem conhecer o segredo para manter um casamento por tanto tempo.

Ninguém ensina isso nas escolas, pelo contrário. Não sou um especialista do ramo, como todos sabem, mas, dito isso, minha resposta é mais ou menos a que segue.

Hoje em dia o divórcio é inevitável, não dá para escapar. Ninguém agüenta conviver com a mesma pessoa por uma eternidade. Eu, na realidade, já estou em meu terceiro casamento - a única diferença é que me casei três vezes com a mesma mulher. Minha esposa, se não me engano, está em seu quinto, porque ela pensou em pegar as malas mais vezes do que eu.

O segredo do casamento não é a harmonia eterna. Depois dos inevitáveis arranca-rabos, a solução é ponderar, se acalmar e partir de novo com a mesma mulher. O segredo no fundo, é renovar o casamento, e não procurar um casamento novo. Isso exige alguns cuidados e preocupações que são esquecidos no dia-a-dia do casal. De tempos em tempos, é preciso renovar a relação. De tempos em tempos, é preciso voltar a namorar, voltar a cortejar, voltar a se vender, seduzir e ser seduzido.

Há quanto tempo vocês não saem para dançar? Há quanto tempo você não tenta conquistá-la ou conquistá-lo como se seu par fosse um pretendente em potencial? Há quanto tempo não fazem uma lua de mel, sem os filhos eternamente brigando para ter a sua irrestrita atenção?

Sem falar nos inúmeros quilos que se acrescentaram a você, depois do casamento. Mulher e marido que se separam perdem 10 quilos num único mês, por que vocês não podem conseguir o mesmo? Faça de conta que você está de caso novo. Se fosse um casamento novo, você certamente passaria a freqüentar lugares desconhecidos, mudaria de casa ou apartamento, trocaria seu guarda-roupa, os discos, o corte de cabelo e a maquiagem. Mas tudo isso pode ser feito sem que você se separe de seu cônjuge.

Vamos ser honestos: ninguém agüenta a mesma mulher ou marido por trinta anos com a mesma roupa, o mesmo batom, com os mesmos amigos, com as mesmas piadas. Muitas vezes não é sua esposa que está ficando chata e mofada, são os amigos dela (e talvez os seus), são seus próprios móveis com a mesma desbotada decoração. Se você se divorciasse, certamente trocaria tudo, que é justamente um dos prazeres da separação. Quem se separa se encanta com a nova vida, a nova casa, um novo bairro, um novo círculo de amigos.

Não é preciso um divórcio litigioso para ter tudo isso. Basta mudar de lugares e interesses e não se deixar acomodar. Isso obviamente custa caro e muitas uniões se esfacelam porque o casal se recusa a pagar esses pequenos custos necessários para renovar um casamento. Mas, se você se separar, sua nova esposa vai querer novos filhos, novos móveis, novas roupas, e você ainda terá a pensão dos filhos do casamento anterior.

Não existe essa tal "estabilidade do casamento", nem ela deveria ser almejada. O mundo muda, e você também, seu marido, sua esposa, seu bairro e seus amigos. A melhor estratégia para salvar um casamento não é manter uma "relação estável", mas saber mudar junto. Todo cônjuge precisa evoluir, estudar, aprimorar-se, interessar-se por coisas que jamais teria pensando fazer no início do casamento. Você faz isso constantemente no trabalho, por que não fazer na própria família? É o que seus filhos fazem desde que vieram ao mundo.

Portanto, descubra o novo homem ou a nova mulher que vive ao seu lado, em vez de sair por aí tentando descobrir um novo e interessante par. Tenho certeza de que seus filhos os respeitarão pela decisão de se manterem juntos e aprenderão a importante lição de como crescer e evoluir unidos apesar das desavenças. Brigas e arranca-rabos sempre ocorrerão: por isso, de vez em quando é necessário casar-se de novo, mas tente fazê-lo sempre com o mesmo par.



Stephen Kanitz

Mulheres (Luís Fernando Veríssimo)





Postado por Rô

Certo dia parei para observar as mulheres e só pude concluir uma coisa: elas não são humanas. São espiãs. Espiãs de Deus, disfarçadas entre nós.
Pare para refletir sobre o sexto-sentido.
Alguém duvida de que ele exista?
E como explicar que ela saiba exatamente qual mulher, entre as presentes, em uma reunião, seja aquela que dá em cima de você?
E quando ela antecipa que alguém tem algo contra você, que alguém está ficando doente ou que você quer terminar o relacionamento?

E quando ela diz que vai fazer frio e manda você levar um casaco? Rio de Janeiro, 40 graus, você vai pegar um avião pra São Paulo. Só meia-hora de vôo. Ela fala pra você levar um casaco, porque “vai fazer frio”. Você não leva. O que acontece? O avião fica preso no tráfego, em terra, por quase duas horas, depois que você já entrou, antes de decolar. O ar condicionado chega a pingar gelo de tanto frio que faz lá dentro!
“Leve um sapato extra na mala, querido. Vai que você pisa numa poça…”
Se você não levar o “sapato extra”, meu amigo, leve dinheiro extra para comprar outro. Pois o seu estará, sem dúvida, molhado…

O sexto-sentido não faz sentido!

É a comunicação direta com Deus!
Assim é muito fácil…
As mulheres são mães!
E preparam, literalmente, gente dentro de si.
Será que Deus confiaria tamanha responsabilidade a um reles mortal?
E não satisfeitas em ensinar a vida elas insistem em ensinar a vivê-la, de forma íntegra, oferecendo amor incondicional e disponibilidade integral.
Fala-se em “praga de mãe”, “amor de mãe”, “coração de mãe”…
Tudo isso é meio mágico…
Talvez Ele tenha instalado o dispositivo “coração de mãe” nos “anjos da guarda” de Seus filhos (que, aliás, foram criados à Sua imagem e semelhança).

As mulheres choram. Ou vazam? Ou extravazam?

Homens também choram, mas é um choro diferente. As lágrimas das mulheres têm um não sei quê que não quer chorar, um não sei quê de fragilidade, um não sei quê de amor, um não sei quê de tempero divino, que tem um efeito devastador sobre os homens…
É choro feminino. É choro de mulher…
Já viram como as mulheres conversam com os olhos?
Elas conseguem pedir uma à outra para mudar de assunto com apenas um olhar.
Elas fazem um comentário sarcástico com outro olhar.
E apontam uma terceira pessoa com outro olhar.
Quantos tipos de olhar existem?
Elas conhecem todos…
Parece que freqüentam escolas diferentes das que freqüentam os homens!
E é com um desses milhões de olhares que elas enfeitiçam os homens.

EN-FEI-TI-ÇAM !

E tem mais! No tocante às profissões, por que se concentram nas áreas de Humanas?
Para estudar os homens, é claro!
Embora algumas disfarcem e estudem Exatas…
Nem mesmo Freud se arriscou a adentrar nessa seara. Ele, que estudou, como poucos, o comportamento humano, disse que a mulher era “um continente obscuro”.
Quer evidência maior do que essa?
Qualquer um que ama se aproxima de Deus.
E com as mulheres também é assim.
O amor as leva para perto d’Ele, já que Ele é o próprio amor. Por isso dizem “estar nas nuvens”, quando apaixonadas.
É sabido que as mulheres confundem sexo e amor.
E isso seria uma falha, se não obrigasse os homens a uma atitude mais sensível e respeitosa com a própria vida.
Pena que eles nunca verão as mulheres-anjos que têm ao lado.
Com todo esse amor de mãe, esposa e amiga, elas ainda são mulheres a maior parte do tempo. Mas elas são anjos depois do sexo-amor.
É nessa hora que elas se sentem o próprio amor encarnado e voltam a ser anjos.
E levitam. Algumas até voam. Mas os homens não sabem disso. E nem poderiam.
Porque são tomados por um encantamento que os faz dormir nessa hora.”

28 de julho de 2010

Via Legal - Amor incondicional - Parte 1 A fé move montanhas!!!

Quando Deus esta no negócio ele usa a todos em nosso favor. Maravilhoso!
O que muda é a atitude diante do problema, ai meu Deus... me emociono tanto, tanto, tanto.





Parte 2



Aqui e no blog da vovó Noemia

Pobres ateus! - Ariovaldo Ramos


Pobres ateus! - Ariovaldo Ramos

Disseram-me que o ateísmo está crescendo.
Fiquei a pensar... Quem quer o mundo oco e solitário dos ateus?
Não eu!
Eu quero o mundo povoado dos cristãos, dos judeus, dos muçulmanos, dos animistas...
Quero um mundo onde a gente não esteja só.
Um mundo com anjos de pé e caídos.
De entidades, de elfos, de mística, de mágica, de mistérios...
Quero o mundo onde os tambores invoquem.
Onde a multidão de línguas estranhas dos pentecostais façam os seres da escuridão retroceder.
Quero o mundo que produziu Beethoven que, surdo, dizia ouvir a música que Deus queria escutar, a quem aplaudiu na nona.
Que produziu Shakespeare, que disse que havia mais entre o céu e a terra, do que supõe a nossa vã filosofia, e que valia morrer por amor.
Que desafiou Mozart a zombar de Deus enquanto, qual o profeta Balaão, só conseguia emitir os sons que boca de Deus entoa!
Quero o encanto catártico de Haendell gritando ALELUIA! de forma arrebatadora!
A beleza de Bach nos fazendo ver a paz da Família Eterna.
Quero mundo das lindas e majestosas catedrais e dos pregadores das praças, das esquinas, dos caminhos...
Da riqueza sonora profunda dos cantos gregorianos e dos vociferantes pregadores: convocando os homens a mudar e o Espírito Santo a se levantar contra o mal.
Quero o mundo que faça um ser humano, diante a pior das borrascas, ver o seu salvador andando sobre o mar, anunciando a possibilidade.
Aquele em que o guerreiro, diante da incerteza, se ajoelha perante o Eterno e se levanta com um brilho nos olhos, certo de que tem uma missão, um motivo para brandir a espada, porque se há de correr o sangue humano, tem de haver uma razão, que dando significado a vida o faça não temer a morte.
Um mundo de poetas e romancistas, que fazem a morte gerar vida, que contam histórias porque, em meio ao mais insano, há algo para contar, e se há o que contar, então significa; e se há como contar, então há um significante anterior, de modo que, por mais que cada leitor possa, de alguma maneira, reinventar, ninguém consegue negar que leu e, se leu, podia ser lido.
Quero a fé que faz uma menina entrar numa das melhores faculdades do pais, sonhando que, um dia, tudo o que sabe ajudará um ser desprovido de tudo, num dos miseráveis cantões do planeta, a sorrir com esperança!
Quero a loucura dos missionários que abandonam tudo no presente, certos de que levarão milhares a viver o futuro.
Quem quer o socialismo frio do ateus?
Eu quero o socialismo dos crentes que, em meio à marcha dos trabalhadores e, diante do impasse do confronto com as forças do estabelecido, grita ao megafone: companheiros, avancemos! Deus está do nosso lado!
Da ciência não quero as equações, quero o grito de "Eureka!", onde o cálculo se mistura com a revelação.
Da matemática quero a música, a certeza de que há sons no universo, que não só os podemos cantar, mas que há quem nos ouve.
Que ouviremos a grande e última trombeta, que reunirá toda a criação para o canto da redenção.
Eu não quero capitalismo nenhum, mas prefiro o dos seres humanos que acreditavam que o trabalho é um culto ao Criador e que o seu produto tinha de gerar um mercado a serviço do bem.
Quem quer o capitalismo consumista dos ateus, que reduz a vida ao aqui e agora, e transforma todos em desesperados que, pensando que não sobrará para eles, correm para acumular para o nada?
Os ateus dizem que evoluímos, mas que não vamos para lugar nenhum; que a ciência pode tudo; que verdade é a palavra dos vencedores; que os mais fortes sobreviverão, e que é o direito natural deles.
Não! Mil vezes não!
Quero o mundo onde os fracos tenham direito ao Reino; onde os mansos herdarão a terra; onde os que choram serão consolados; onde os que têm fome e sede de justiça serão fartos; onde os que crêem na justiça estejam prontos a morrer por ela; onde os mortos ressuscitarão.
Quem quer um mundo explicado, onde tudo é virtude ou falha de um neuro-transmissor qualquer?
Quero um mundo onde a fé , o amor e a paixão curem, mudem histórias e construam caminhos! Onde os artistas tenham o que registrar!
Um mundo onde o sol nasça e se ponha, onde as estrelas, polvilhando o infinito, apontem um caminho, falem da esperança de uma grande e decisiva família, e que qualquer ser humano ao ver isso, não se envergonhe de falar: maravilha! Um Deus fez isto!
Mas não quero a teologia técnica...
Quero o Deus apaixonado dos cristãos, que abandona sua Glória e se faz gente, trazendo a divindade para a humanidade e, ressuscitado, ao voltar, leva a humanidade para a divindade!
Quero o Deus inquieto de Israel, o pai dos judeus, com quem é possível lutar.
Quero do Deus que se permite ser detido por um Jacó.
Quero o Deus chorão de Jesus de Nazaré, que mesmo a gente tendo brigado com Ele, nunca conseguiu brigar conosco.
O Deus Pai, Mãe e Filho que repartiu conosco o privilégio de ser!
Quero o mundo do medo do desconhecido, e do maravilhar-se com o desconhecido: o mundo do encanto.
Como disse o pai da filosofia moderna, o que se descobre ser ao pensar, precisa de um mundo para aterrissar, precisa que haja alguém que faça pensar valer a pena, alguém que, ao fim, é da onde se pensa, e se ele não existe, então nada existe, porque o que pensa não tem como pensar a partir de si.
Quero o mundo que ri da finitude; que desdenha das limitações; que resiste ao sofrimento; que olha para o infinito sabendo que nossa existência não é determinada pela morte ou por nossas impossibilidades; que não somos frutos de um acidente.
Quero mundo que se sustenta na fé de que ressuscitaremos, de que brilharemos como o sol ao meio dia; de que vale a pena lutar pelo bem; de que vale a pena existir!

E aí gostou do texto?? concordam com todo ele?? Comentem. Paz!

Escatologia aterrorizante — Quai$ $ão os $eu$ objetivo$?


Escatologia aterrorizante — Quai$ $ão os $eu$ objetivo$?

DVD com teorias da conspiração faz sucesso entre os incautos
Escatologia aterrorizante — Quai$ $ão os $eu$ objetivo$?

Conforme tenho informado neste blog, há uma série de DVDs chamada “Prepare-se” pela qual se propaga várias informações aterrorizantes, infundadas, especulativas, paranoicas e, em grande parte, antibíblicas. Muitos cristãos, inclusive obreiros, infelizmente, têm aceito as tais informações (informações?) como verdades incontestes, o que é lamentável.

Afirmando que a Bíblia não é a Palavra de Deus e estimulando os crentes a não frequentarem igrejas, o teólogo (teólogo?) que propaga os DVDs apresenta inúmeras denúncias contra os chamados “senhores do mundo”. Quem são estes? São treze famílias pertencentes à sociedade secreta Illuminati, a qual, juntamente com a maçonaria, pretensamente domina todos os governos mundiais.

A “bola da vez”, no DVD número 15, é a Jabulani, nome da bola usada na Copa do Mundo da África do Sul. Tomando como base, conscientemente ou não, as especulações de um escritor britânico chamado Alan Moore (autor de From Hell [Do Inferno]), o “contador de histórias” afirma que Jabulani é a corruptela de Jah-Bul-On, um ser tríptico composto pelos deuses Javé, dos judeus, Osíris, dos egípcios, e Baal, dos cananeus.

Antes de Moore, um outro escritor britânico, autor de The Brotherwood (A Irmandade), Stephen Knight, havia feito a mesma especulação. Para quem não sabe, Knight é inimigo declarado dos maçons, a ponto de atribuir os assassinatos de Jack, o Estripador, a uma conspiração maçônica. E ele teria inventado essa história de que Jah-Bul-On é um deus cultuado na maçonaria...

Bem, vamos à verdade sobre a bola da última Copa. O nome Jabulani vem do Bantu isiZulu, um dos onze idiomas oficiais da África do Sul. Nessa língua, o mencionado termo denota “celebrar”. Nada tem que ver com a suposta divindade maçônica. Devemos, segundo a Bíblia, discernir bem tudo (1 Co 2.15), julgar bem todas as coisas (1 Ts 5.21, ARA), mas “segundo a reta justiça” (Jo 7.24), e não mediante especulações sensacionalistas e infundadas.

De acordo com a Adidas, fabricante da Jabulani, as suas onze cores representam três coisas: os onze idiomas oficiais da África do Sul; as suas onze tribos; e os onze jogadores que atuam em cada equipe durante um jogo de futebol. Já imaginou se ela possuísse treze cores? O tal “teólogo” não hesitaria em afirmar que elas dizem respeito às trezes famílias da Illuminati, os “senhores do mundo”, que, pretensamente, dominam a humanidade…

Outra revelação bombástica e hilariante apresentada no DVD é a “pirâmide” que aparece na bola. Ora, o aludido “contador de histórias” não sabe que se trata da logomarca da Adidas? Só falta ele dizer agora que a Adidas também é da Illuminati ou da maçonaria! Mas, se toda a Copa é dos “senhores do mundo”, que “são loucos por pirâmides”, por que então existem equipes cujas camisetas foram produzidas pela Puma, pela Nike, etc. Todas não deveriam ser patrocinadas pela marca preferida da Illuminati?

E mais: se o presidente Lula “fechou” com a Illuminati antes das eleições, como diz o tal “teólogo” em um dos seus DVDs, por que a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) não “fechou” com a Adidas, e sim com a Nike?

Dizendo-se propagador de “verdades ocultas”, o produtor dos DVDs aterrorizantes e especulativos toma como base várias teorias da conspiração. Afirma que o homem nunca foi à Lua; que as Torres Gêmeas foram derrubadas pelo governo dos Estados Unidos; que a vacina contra o vírus Influenza A (H1N1) foi produzida para dizimar a população; e outras invencionices que só servem para instalar o medo no meio do povo de Deus. Quai$ $eriam o$ $eu$ reai$ intere$$e$ em promover o pânico entre o$ incauto$ e de$avisado$?

Ciro Sanches Zibordi

27 de julho de 2010

O Tempo de Deus


Qual o tempo de Deus?
Se há tempo para tudo,
E tudo é no seu tempo.
Quando será tempo de sabermos,
Contar o tempo de Deus?

Se a garganta aperta como nó,
E se, no peito arder o coração,
E se, faltar ar nos pulmões,
E se, as pernas insistirem em dobrar-se.
Tudo é no seu tempo, tempo de Deus!

O espírito fica quebrantado,
A alma angustiada teima em saltar,
O grande guerreiro torna-se,
Um cordeirinho, que é levado sem resistir.
Tudo é no seu tempo, no tempo de Deus!

Oh Deus! Senhor em todos os tempos,
Vira-nos ao avesso, nos faz de novo,
E nos ensina, há esperar o tempo,
Quando então, será o tempo de levantar-se.
Porque tudo é no seu tempo, tempo de Deus!

Quando se passa no deserto do Altíssimo,
Caráter é forjado no fogo, e sai sem mancha,
Sem mácula, preparado no maravilhoso tempo,
Tempo do Senhor, de todos os tempos!



Pr. David Nepomuceno

Relacionamento Conjugal se Edifica com Renúncia





Postado por Paulo Henrique

Alguns relacionamentos estão chegando ao fim sob a alegação de incompatibilidade de gênio (temperamento), é a desculpa mais comum que ouvimos nos dias de hoje. Todo ano no Brasil, de um em cada seis casamentos termina em divórcio. De acordo com o IBGE, cerca de 75% dos rompimentos ocorrem após o quarto ano do casamento (Fonte: Carta Viva – março/2002 – IURD).
Os brasileiros estão desfazendo “legalmente” os casamentos em números crescentes. De 1993 a 2003, as separações saltaram de 87.885 para 103. 529; e os divórcios de 94.896 para 138.676. Do mesmo modo a idade média em que ocorrem os divórcios subiu (Fonte: jornal O GLOBO de 22 de Dezembro de 2004).
O que ocorreu com estes casais é que por eles não servirem a Deus do mesmo modo não tiveram a ajuda do Espírito Santo para regar em seus corações a semente do amor, para que a cada dia, mês e ano ela fosse crescendo até se transformar em árvore frondosa.
E o trágico final de seus relacionamentos revela que eles nunca se amaram, pois o amor jamais acaba, tudo sofre, crê, espera e suporta, as muitas águas não podem afogá-lo.
O amor conduz a cada um dos cônjuges a buscar em Deus o controle emocional e psicológico em prol de não agradar a si próprio, mas para agradar ao seu cônjuge. Se cada uma das partes se investirem deste sentimento, com certeza o relacionamento fluirá compativelmente.
Nenhum temperamento é melhor do que o outro como muitos pensam, pois ambos os temperamentos possuem o lado positivo e negativo, virtudes e defeitos e é comum encontrarmos pessoas que se acham satisfeitas com o lado negativo e defeitos de seus temperamentos, dizem: Eu sou assim e não vou mudar.
Você pode não conseguir compreender, mas às vezes é prejudicial ser introvertido ou superintrovertido, extrovertido ou superextrovertido, se não identificarmos os nossos defeitos. Cada possuidor de um destes quatro temperamentos acha virtuosa a sua maneira de ser e agir, dirigidos pelos defeitos de seus temperamentos.
Com relação ao relacionamento conjugal, o lado negativo do temperamento pode atrapalhar em primeiro lugar quando a toda hora é apontado por ambos ou um dos cônjuges com relação ao outro.
Acusando o seu cônjuge, mostrando-lhe o seu defeito, nunca será um remédio eficaz para se controlar, curar, ou até mesmo extinguir a falha, mas sim sendo compreensivo (a), ajudando, conduzindo e orientando-o a buscar ajuda do Espírito Santo para controlar este lado negativo do temperamento. E em segundo lugar quando o seu temperamento causa atritos com o seu cônjuge e você não faz nada para mudar.
Não existe pessoa que só tenha defeitos, nem tão somente virtudes, todos têm os erros e acertos, mas a tendência humana é a de sempre olhar para as coisas negativas.
Conta-se uma história de um cão que fora atropelado e esmagado em via pública por um veículo de carga, e todos que passavam e atravessavam a pé aquele trecho, olhavam aquela cena e num ato de reprovação balançavam a cabeça, mas no meio daquela multidão que ia e vinha, um senhor de avançada idade contemplava admirado e sorridente aquele monte de carniça, causando perplexidade em todos. Alguém da multidão se projeta a ele e pergunta: Como pode o senhor demonstrar tanta admiração por um monte de carniça? Pelo que o mesmo respondeu: Não, eu não estou admirando a carniça, mas os dentes deste cão. Olha que lindos dentes ele tinha!!!
Quem dera se todos nós pudéssemos fazer como este senhor e contemplarmos as virtudes de nossos cônjuges e eles as nossas e mutuamente ignorássemos os defeitos, como já disse: Ninguém é demasiadamente perfeito que nunca erre, portanto, deixa de ser omisso(a) ao teu relacionamento, administre-o, busque a Deus com o teu cônjuge, para que vocês possam chegar a unidade sentimental, pois é através da oração que as diferenças são tiradas e não por meio de brigas, insultos ou separações.
É interessante quando Deus nos permite adquirirmos experiências com os defeitos de nosso próprio temperamento (é comum cada pessoa conter mais de um temperamento ao mesmo tempo), então é o momento de enxergarmos como somos tão prejudiciais às outras pessoas que nos cercam e que nós amamos (embora o nosso temperamento nos leve a agir de maneira contrária a este amor).
Somos tão egoístas a ponto de não assumirmos o lado negativo do nosso temperamento, e quando você tem um defeito por virtude, dificilmente o entrega ao Espírito Santo, para que Ele possa te controlar e avivar em ti os frutos do Espírito que subjugam os frutos da carne.
Infelizmente existem pessoas que nunca terão os seus temperamentos controlados pelo Espírito, pelo fato delas mesmas terem os seus defeitos por virtudes e não desejarem se desfazer deles, mas tu, hoje em nome de Jesus, vai passar a reconhecer as tuas falhas, como você tem sido tão mesquinho e egoísta, e odiar este lado tão nocivo ao teu relacionamento.
Este é o sentimento que tenho hoje dentro de mim, o de me deixar ser transformado pelo poder do Espírito Santo, nos defeitos do meu temperamento que já afastaram e me fizeram perder muitas coisas e pessoas que eu amava. Que esta transformação seja realizada a cada dia em nós, em nome de Jesus e para glória de Deus Pai.
Com base no livro Temperamentos transformados de TIM LAHAYE, editora Mundo Cristão, destacamos quatro tipos de temperamentos:

1- MELANCÓLICO - Voltado para dentro, temperamento introvertido. Ex: Moisés – Ex 6.12.
1.1-Virtudes: Dedicado, habilidoso, sensível, idealista, minucioso.
1.2- Defeitos: Egoísta, confuso, pessimista, anti-social, critico, vingativo, inflexível, amuado, teórico.
2- FLEUMÁTICO – Voltado demasiadamente para dentro, temperamento superintrovertido. Ex: Ana – I Sm 1.7,13, 15,16.
2.1-Virtudes: Calmo, tranqüilo, cumpridor, eficiente, conservador, prático, líder, diplomata, bem-humorado.
2.2- Defeitos: Calculista, indeciso, desconfiado, contemplativo, desmotivado, temeroso, pretensioso.
3- COLÉRICO - Voltado para fora, temperamento extrovertido. Ex: Paulo - Gl. 2.11,14 – At 23.2-5.
3.1- Virtudes: Eficiente, decidido, otimista, líder, prático, independente, audacioso, resoluto, enérgico.
3.2- Defeitos: Iracundo, intolerante, astucioso, auto suficiente, vaidoso, impaciente, sarcástico, prepotente, insensível.
4- SANGÜÍNEO - voltado demasiadamente para fora. Temperamento superextrovertido. Ex: Pedro - Jo 18.10,11; Sansão – Jz 14.1-3 e 16.1.
4.1- Virtudes: Crédulo, simpático, destacado, comunicativo, afável, compreensivo, companheiro, entusiasta.
4.2- Defeitos: Inseguro, impulsivo, barulhento, exagerado, volúvel, egocêntrico, indisciplinado.
Se auto-analise e identifique em que tipo de temperamento você se encaixa e os defeitos dele que tem atrapalhado o bom relacionamento com o teu cônjuge (a palavra de Deus diz: Examine-se o homem a si mesmo) e procure consertar-se com a ajuda do Espírito Santo.
Muitos estão esperando conhecer um (a) companheiro (a) que venha se encaixar no perfil de seus sonhos em todos os sentidos e muita das vezes não é assim, no período de namoro, um dos envolvidos percebe que há muita diferença entre os dois, esta diferença não pode ser considerada o bastante para se desfazer o namoro, pelo contrário, eu considero uma grande oportunidade para se provar o amor de um para com o outro, pois este é o momento de se negar (não é se anular), se dedicar, se esforçar mutuamente para se chegar ao nível que ambos se sintam agradáveis um ao outro.
Relacionamento conjugal exige um sentimento de renúncia e só renuncia quem ama. Por amor Jesus renunciou a sua glória, fazendo-se em forma de homem, morrendo numa cruz - Fl.2:5-8.
Importante ressaltar que Jesus renunciou, mas não deixou de fazer a vontade de Deus, cuidado para você não renunciar o teu ministério por causa de um relacionamento, Deus jamais te dará algo que te fará sair do objetivo Dele na tua vida, mas sim para te ajudar a permanecer, portanto administre o teu tempo para cuidar do teu ministério e do teu relacionamento, para que Deus não retire de ti a tua benção.
Dificilmente encontramos um casal que se encaixe em tudo, mas eles podem conseguir este intento, renunciando as coisas de menos importância e ligadas a este mundo e “prosseguindo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus” - Fp. 3:14.
Se teu relacionamento no período de namoro (conhecimento) estiver cheio de oscilações e não tiver pecado sexual e você não consegue colocá-lo no ponto e nem há renuncia de ambas as partes, saia dele, pois muitas das vezes a dificuldade vem por este relacionamento não ser a vontade de Deus para tua vida, ore e peça direção a Deus e então tome, guiado por Ele a DECISÃO CERTA .

26 de julho de 2010

Para edificação



.A palavra profética convoca incessantemente a igreja de volta 'a pureza do evangelho e ao escândalo da cruz. Em suas numerosas cartas,Paulo reforça que seguir a Jesus é tomar a estrada principal até ao calvário.
ricardo brunet

Seria Deus Romântico?





Texto da Rô

Muitos acham que não, pelo fato de Deus nunca ter chegado à sua porta com flores e bombons, ou então recitando poesias enquanto olham uma bela paisagem ao pôr-do-sol...
Para alguns talvez ele não seja mesmo romântico e se formos analisar o romantismo desta maneira, realmente teremos que concordar com esta tese sem levar em conta que somos parte de Deus e as nossas boas ações tem origem nele. Mas certamente deve ser, pois se pararmos para observar com carinho toda obra realizada em todo universo, chegaremos a feliz conclusão que sim! Embora muitos vêem diferença entre o romantismo e o amor, dizendo serem coisas totalmente diferentes. Falando que ele está ligado a paixão somente e quando a mesma acaba, geralmente o romantismo também se vai, afirmam que na essência de Deus não existe romantismo.
Particularmente eu vejo o romantismo de Deus em toda criação, elas dão vida a cada ser criado, veja os peixes, os pássaros, os animais, os rios, os mares, os cristais, as florestas as quedas d’águas, a lua, o sol, as estrelas, os planetas, entre tantos outros que poderiam aqui ser citados, devido à extensão de sua glória. E quanto a nós, na diversidade de nossas cores, que trazem consigo o charme de cada uma delas, valorizando ainda mais a criação humana que em suas sexualidades se atraem e se misturam no romantismo e desejo de cada ser, onde os seus cheiros se misturam formando um maravilhoso perfume.
Vejo na criação da mulher a parte mais fundamental para Deus se revelar como um ser romântico, foi nela que ele colocou uma emoção mais apurada, fazendo dela um ser mais sensível, para dar equilíbrio a sua primeira criação, o homem, que normalmente age mais com a razão os entrelaçando. Portanto, todas as espécies vivas (animadas) criadas, são divididas entre machos e fêmeas, desde uma simples árvore até os seres humanos. Aí eu pergunto: Isso não é romantismo??
Esse romantismo tem base no amor, e Deus é amor, portanto, não seria Deus romântico?

E você o que acha? Paz!

Feliz dia da vovó


Dizem que ser avó é melhor do que ser mãe e acredito fielmente nesta verdade, pelo fato de já estarem com a idade avançada e se sentirem órfãs dos filhos, buscam nos netos a companhia que já não existe mais. São eles que iluminam os seus dias na velhice e trazem de volta tudo o que um dia foi feito pelos filhos, além de acrescentar desejos, vontades e sonhos não realizados juntos aos seus filhos, devido a correria dos seus dias em busca do pão de cada dia. Por estarem vivendo uma época mais confortada e disponibilizada de tempo passam a dar mimos aos netinhos a ponto de serem mais amáveis com eles do que foram com os próprios filhos, os deixando sempre fazerem o querem.
Muitos pais dizem que avós deseducam, as avós acham que não e dizem que a tarefa de educá-los são dos pais, e a delas é só a de curtirem os netos. Sabemos que muitas Vovós ainda criam e educam os seus netos, pois a vida as deixa esta tarefa de fazer o que muitos pais não conseguem fazer, sendo muitas vezes o suporte afetivo e financeiro de pais e filhos, são verdadeiras heroínas. Feliz dia da vovó. Paz!


Deixo um Poema para as Vovós

Chega de tanta injustiça
de castigo e confusão!
Vou pra casa da vovó,
não tem outra solução!

Estou mesmo decidido
e pra sempre eu me mudo.
Aqui eu não posso nada
e por lá eu posso tudo!

Posso comer chocolate,
posso até me empanturrar.
Posso comer sobremesa
até antes do jantar.

Mesmo que eu faça bagunça,
vovó não briga comigo.
Se eu beliscar o irmãozinho,
vovó não me põe de castigo!

Vou fazer a minha mala,
meu carrinho eu vou levar.
Vou levar o meu cachorro
e o meu jogo de armar.

Vou levar meu travesseiro,
levo também meu pião,
pego os meus livros de história
e o meu time de botão.

Levo as coisas que eu gosto,
pra ter tudo sempre a mão:
levo também o papai,
a mamãe e o meu irmão!

Autora: Ana Canéo

Falsificação do Arrependimento

25 de julho de 2010

Deus te ama com amor de eternidade.










Deus é amor (1Jo. 4,8). Deus não impõe a você nenhuma condição para amá-lo. Simplesmente o ama como você é neste momento. Não importa o que você foi no passado, o que seja hoje ou o que será no futuro: Deus ama você, do jeitinho que você é simplesmente porque ele é amor. Não existe nada pelo que Deus deixara de amá-lo. Nada do que você fez diminuiu o amor de Deus por você e nada do que você fará irá diminuir o amor de Deus por você. Deus te ama com amor de eternidade.(Jr. 31,3). Está escrito em Isaias 54,10: “mesmo que as montanhas mudem de lugar e as colinas se abalem, jamais o meu amor abandonará você”. Deus ama você com suas qualidades e não deixa de amar por causa dos seus defeitos. Ele não ama você pelo que você faz e sim pelo que você é: seu filho amado. Não precisa colocar máscaras frente a ele. Ele ama você de uma maneira incondicional porque Ele é amor.
Deus criou o homem à sua imagem e semelhança, infundiu nele o espírito de vida e o destinou à felicidade. Deus inscreve na humanidade a vocação ao amor. O amor é, portanto, a fundamental e originaria vocação do ser humano. Deus, ao criar, estabelece um plano maravilhoso de harmonia, paz e amor para o ser humano.Criou-nos em harmonia perfeita: Com ele, numa relação pessoal, intima e permanente, Com os outros, numa relação de justiça, verdade e serviço, Conosco mesmos, com segurança, paz e domínio próprio, Com toda a criação, sendo livres e não escravos das coisas deste mundo.
Deus ama a cada um pessoalmente, com um amor especial, de acordo com a necessidade de cada um. Desde o ventre de sua mãe Ele te conhecia e te amava (Jr. 1,4-10). Ele chama você pelo nome e diz: “nada temas, te resgato. Eu te chamo pelo nome. Nada temas te resgato, és meu” (Is. 43,1-7), Deus o ama simplesmente porque Ele é seu Pai. Deus o ama simplesmente porque você é filho dele. Ele diz a cada um no mais profundo ser: “Tu és meu filho, eu hoje te gerei” (At. 13,33), e ainda: ‘Tu és meu filho amado, no qual ponho as minhas complacências’(Mt. 3,17).
Uma vez li o conto “Amor”, de Clarice Lispector, pensei: o que esse título tem a ver com a história? Esperava uma narrativa romântica, dessas mamão com açúcar. Mas era sobre uma dona de casa que, de dentro do bonde, vira um cego mascando chicletes. A visão daquele homem foi um momento privilegiado para a personagem, seu mundo se desconstruiu a partir de então. Demorou, mas compreendi o nome do texto. Não com o intelecto, mas com o coração. Porém, gostaria que me explicassem uma coisa: Quem colocou em nós esse sentimento de amor pelo outro? Quem pode me mandar o DNA do amor e da felicidade? Não, não quero pesquisas que me mostrem , nomes de hormônios e substâncias responsáveis por esses sentimentos. Não quero a reação, eu quero a causa. Se ninguém puder me enviar, eu tenho um palpite: É o toque do amor de Deus.Paz!

Você concorda com aborto nos casos de anencefalia?? Os risos de Marcela.



Você seria capaz de abortar nos casos de anencefalia???
Seria capaz de negar a uma criança o direito de nascer, só porque descobriu que ao nascer ela seria doente e com pouco tempo de vida??

Os risos de Marcela

Os risos de Marcela (com mais de nove meses de nascida, a anencéfala Marcela com seu sorriso contradiz os abortistas)

No dia 20 de outubro de 2004, enquanto fervilhava a discussão sobre o aborto de anencéfalos no Supremo Tribunal Federal, o advogado Luiz Roberto Barroso, em sustentação oral, afirmou solenemente.

"A letalidade da anencefalia é de 100%. Se alguém disser que viu um anencéfalo que viveu semanas, meses e anos, não é que esteja mentindo; está acreditando no que quer acreditar, porque não é possível acontecer isso de acordo com a ciência médica".

Ao fazer essa afirmação categórica, o renomado jurista foi imprudente. A sobrevida extra-uterina de um bebê anencéfalo costuma ser breve, mas não é impossível que ultrapasse semanas ou meses. Em 21 de junho de 1996, o Comitê Nacional para a Bioética do governo italiano aprovou uma declaração em que se dizia:

... com os atuais tratamentos a sobrevivência do anencéfalo é muito reduzida. São relatadas percentagens de nascidos vivos entre 40 e 60%, enquanto depois do nascimento somente 8% sobrevive mais de uma semana, e 1% entre 1 e 3 meses. Foi relatado um caso único de sobrevivência até 14 meses e dois casos de sobrevivência de 7 a 10 meses, sem recorrer à respiração mecânica.

No Brasil, já houve o caso de uma menina anencéfala, Maria Teresa, nascida em 17/12/2000, em Fortaleza (CE), que recebeu alta hospitalar e só veio a falecer em 29/03/2001, portanto com mais de três meses de nascida!

A anencéfala Marcela de Jesus Ferreira, porém, nascida e batizada na Santa Casa de Patrocínio Paulista (SP) no dia 20 de novembro de 2006, parece estar disposta a ultrapassar todos os recordes. Recebeu alta hospitalar no dia 18 de abril de 2007 (portanto, com quase cinco meses de nascida!), e agora vive com sua mãe Cacilda Galante Ferreira em uma casa na cidade. A necessidade de estar perto de um lugar com assistência médica impediu Marcela e sua mãe de irem para o sítio da família, onde vive o pai de Marcela, Sr. Dionísio Justino Ferreira, com as duas filhas do casal: Débora (18 anos) e Dirlene (15 anos).

Diz Sra. Cacilda: "Desde que eu fiquei sabendo que ela ia nascer com problema, eu a entreguei nos braços de Jesus, pedindo a Ele que ela seja um instrumento nas mãos dele... para que Ele a use da maneira que for da vontade dele".

Lamentavelmente a revista Veja publicou sobre Marcela uma matéria altamente pejorativa, intitulada "A menina sem estrela". Segundo a jornalista, Marcela nunca sentiu o toque das mãos de sua mãe (!). E prossegue: "A menina nunca ouviu um único som e não sabe o que é sentir dor física ou emocional. Desconhece o cheiro e o sabor de qualquer alimento. Sobrevive no mais absoluto vazio". A reportagem termina citando um pediatra alemão, Roberto Wüsthof, que diz, referindo-se à eutanásia para crianças, permitida na Holanda: "Casos como o de Marcela certamente seriam incluídos nos protocolos de eutanásia na Holanda. [...] Não faz sentido ser diferente. É como se ela fosse um computador sem processador".

Ora, o valor da vida de um ente humano, como Marcela, não se mede pela expectativa de duração, nem pela presença ou ausência de um órgão (como o cérebro), nem pelo funcionamento ou não dos sentidos, nem sequer pela possibilidade ou não de consciência. Quando éramos uma única célula (chamada ovo ou zigoto), nenhum órgão sensorial existia. O cérebro só começaria a emitir ondas na sexta semana de vida. No entanto, nossa vida já era inviolável, mesmo naquele estágio unicelular.

Assim, ainda que fosse verdade o que a revista Veja falou de Marcela, essa criança não seria menos humana, menos viva e nem menos digna de respeito. No entanto, os dados apresentados pela revista são simplesmente falsos. Marcela não é uma "menina sem estrela". Diz Sra. Cacilda: "Eu acho que ela é uma estrela mandada por Deus, para que seja um instrumento nas mãos dele".

Marcela reage ao toque da mãe. Com sua mãozinha, ela agarra os dedos de Sra. Cacilda. Ela se assusta com o som de alguma coisa caindo, reage à luz dos refletores trazidos pelos fotógrafos, grita de dor quando sente cólica, fica triste, faz beiço, chora. Quando não gosta de um alimento, ela cospe. Reconhece a voz da mãe. "Quando sou eu que falo com ela, ela fica quietinha", diz Sra. Cacilda.

Com cerca de 8 kg e 62 centímetros, Marcela, que já completou nove meses de nascida, é uma menina gordinha. Alimenta-se não só de leite NAN 2, mas também das papinhas que a mãe prepara. Por exemplo: arroz, feijão e carne batidos no liquidificador.

A mãe se surpreende com ela a cada minuto que passa. "Ela está aprendendo até a conversar comigo. Ela fala é..., mã..".

Mas a reação mais impressionante de Marcela é o sorriso. Ela não apenas ri muito, mas chega a dar gargalhadas quando a mãe lhe faz cócegas. O riso - privilégio da espécie humana - não está ausente em Marcela, que é humana como nós.

Fonte: "Pe. Luiz Carlos Lodi da Cruz"



Marcela de Jesus, uma menina anencéfala que viveu por quase dois anos numa cidade do interior de São Paulo, entre 2006 e 2008. Algumas reportagens, na época, chegaram a insinuar que se tratava de uma vida mantida “artificialmente”, só para “manipular” a opinião pública contra o aborto nestes casos. Mas, para desespero de quem escreveu, Marcela chegou a ter alta do hospital, e viveu bastante tempo sem praticamente nenhum aparelho externo…
Bem, mas acredito que mais importante que discutir isso tudo, é ter contato com a realidade das pessoas que puderam conhecer esta menina. Este pequeno documentário foi feito quando Marcela ainda estava viva, e tem depoimentos da família e dos médicos, mostrando todo o caso de uma forma única, sensível, definitiva…



Obs: PS: Na Audiência Pública promovida pelo Supremo alguns meses após a sua morte (”coincidentemente”?), alguns médicos chegaram a dizer que Marcela não fora um caso de anencefalia, embora nunca tivessem tido contato com a menina. Como os ouvidos no vídeo, todos os expecialistas que a examinaram em vida foram unânimes no diagnóstico, que consta em todos seus exames pré e pós-natais, na certidão de nascimento e de óbito: Marcela era, sim, anencéfala. E, mesmo que, hipoteticamente, fosse um caso de erro diagnóstico, seria um erro impossível de se detectar na ultrassom que antecede o período “aceito” para o aborto. O fato é que, fosse ou não anencefalia “clássica”, com autorização judicial, sua mãe poderia tê-la abortado, sem problema algum – como não faltou quem tentasse convecê-la a fazer, mesmo ela deixando clara sua determinação…

Mundo Sem Guerra



Mundo Sem Guerra.


Viver em um mundo sem guerra,
É estar acordado sem medo de dormir,
É dormir sem medo de sonhar,
É despertar junto com o sol,
E desejar bom dia aos pássaros na sua janela!

Viver em um mundo sem guerra
É conhecer sem medo de amar
É amar sem medo de perder,
É perder sem atingir a esperança,
E recomeçar quando houver necessidade!

Viver em um mundo sem guerra
É jogar bola com seus filhos,
É cantarolar para os netos,
É contar história de pescador,
E sorrir mesmo sem motivo aparente!

Viver em um mundo sem guerra
É ter vivido com intensa inspiração,
É acomodar-se numa cama limpa e macia,
É estar farto de dias no derradeiro suspiro,
E dizer até breve para quem amou nesta vida!

23 de julho de 2010

Ainda que ...



















Ainda que pareça impossível
sei que esse dia chegará
mesmo que estejamos no fim de nossas vidas
sei que esse dia virá

Ainda que as palavras fujam de nossas bocas
Mesmo que nosso pensar esteja quase opaco
Nossos corações entenderão e se acalmarão
mesmo porque estão em sonolento compasso

Mas, nada como rever o grande amor adormecido
Quase consumido pela distância que nos separa
Pelo cruel destino que insistiu em nos manter longe
E pela circunstância inesperada

Mas, finalmente o amor triunfou
Venceu as impossibilidades dessa vida
Cúmplices , Deus e seus Anjos
Colocaram -nos frente a frente como em sonho

Não nos falamos, apenas nos fitamos
Trêmulos, apenas nos tocamos
Nosso amor encheu o ar
Uma doce fragrância pode-se sentir

Abraçamo-nos fortemente
E Juntos, ficamos finalmente!
Dessa maneira permanecemos
Dessa maneira desfalecemos

Rosane Guimarães

Quebra de fidelidade.



Em Efésios 5:25-33, Ele diz em essência: “Maridos, amem suas esposas como Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela, e como vocês amam a si mesmos.”

O verbo amar, usada pelo apóstolo Paulo, vem do grego agapao que significa afeto benevolente, amor doador, sempre voltado para o bem da pessoa amada. É a mesma palavra usada para falar do amor altruísta de Deus, totalmente voltado para o ser amado, ao contrário do amor egoísta, que é voltado para a satisfação das próprias necessidades. Não é, portanto, um amor natural ao ser humano mas pode existir quando o amor de Deus encher o coração da pessoa. É o amor pelo qual todo coração de mulher anseia, em suas diversas facetas: Iniciativa, doação da própria vida se for preciso, dedicação, cuidado, proteção.
Hoje em dia o mundo de entretenimento e das revistas centra-se na premissa que a liberdade sexual é um direito sem restrições. O resultado disto é que a fidelidade conjugal está a tornar-se um conceito fora de moda e sem importância, pelo que o numero de pessoas que são fieis (ao seu casamento) é cada vez menor.
A quebra da fidelidade não só destrói um casamento, como também o próprio cônjuge que é infiel. Na realidade: Um casamento existe quando um homem e uma mulher são unidos não só pela lei mas, sinceramente, pelo amor e respeito mútuo no presente e no futuro. Os casamentos começam com a fé que os dois se entregaram um ao outro e, juntos, querem encontrar satisfação e significado na vida.
A quebra da fidelidade começa já quando alguém dirige os seus pensamentos sentimentais' para alguém que não é o seu cônjuge. Deste ponto ao adultério consumado pode ser um pequeno passo. O cônjuge infiel dedica tempo e dinheiro, além da energia física e emocional ao amante, privando o seu cônjuge desses bens: o cônjuge traído paga pela luxúria do cônjuge infiel.
A infidelidade poderá ilusoriamente aliviar os sintomas superficiais de descontentamento talvez causado pela sensação de não ser apreciado ou atraente ao parceiro. Mas a infidelidade não soluciona os problemas reais do matrimônio que de certeza irão agravar-se. O cônjuge infiel que pensa que, ao esconder o seu procedimento do seu cônjuge, está a proteger o seu casamento, está enganado. Sempre que ele mente ao seu cônjuge que nele confia e que o ama, ele perde um pouco do seu amor-próprio. As mentiras crescem e tornam-se num hábito, muitas vezes inconscientes, e em vez de ele resolver os problemas, acaba por aprofundá-los. Ele vive uma mentira doentia sem o saber. Enganar-se a si mesmo não é saudável. Antes, prova que se tem grandes necessidades de auxílio.
Uma das causas que leva um relacionamento a esfriar são : a falta de amizade e companheirismo,insatisfação nas relações sexuais, falta de sentimentos de amor de atração física, de comunicação, de respeito, desejo de provar que ainda se é atraente ou desejo de provar a existência de virilidade e sensualidade.
Uma vez que descubra as razões do desvio, pode começar a tratar do assunto.o melhor caminho é que os dois falem abertamente sobre o que não está a funcionar bem no casamento. Se quiser encontrar uma solução para os problemas, é imprescindível existir um desejo sincero de mudança de comportamento e de procura de um entendimento, e se o seu cônjuge também reconhecer que talvez tenha contribuído para a situação com as suas próprias falhas, e quiser mudar o seu comportamento, então há uma possibilidade real de o casamento recuperar.
Quer o seu cônjuge coopere, quer não, é preciso ser perdoado por Deus. Quando Jesus foi crucificado, ele levou consigo todos os pecados da humanidade, para que pudéssemos ser perdoados e limpos deles, desde que haja em nós um arrependimento sincero. É necessário, então, confessar a infidelidade a Jesus, pedir e receber o perdão que ele oferece, e começar de novo com a intenção de pôr a vida em ordem.
É preciso ter atitude e capacidade de resistir às tentações e amar o seu cônjuge. O amor real não se baseia em sentimentos superficiais mas numa vontade sólida e determinada de amar. É difícil perdoar alguém que nos traiu, e que pode levar muito tempo para as mágoas profundas serem saradas e para se poder recomeçar a confiar nessa pessoa. Não há garantias que o seu casamento possa recuperar - terá de trabalhar muito para reconquistar o seu cônjuge. Por isso pense bem antes de iniciar um relacionamento fora, pois é muito difícil, não só em relação se seu cônjuge irá te perdoar ou não, o difícil mesmo é você mudar e voltar a ser o que era. Mas tudo dependerá mais de você do que de Deus, dependerá de uma atitude sua para que Deus realize o milagre, se os dois se voltarem para ele, ele pode refazer tudo de novo. Que Deus nos abençoe. Paz!

Apresentadora engole mosquito ao vivo em Taiwan

Apresentadora engole mosquito ao vivo em Taiwan
A ancora da rede de televisão ainda continuou, isso que eu chamo de profissionalismo rsrsr

22 de julho de 2010

Como viver a liberdade sendo excluído?


.


A Revolução Francesa ocorrida em 1789. Deu início a civilização Moderna
seu lema era: liberdade, Igualdade e Fraternidade. significou o fim do sistema absolutista e dos privilégios da nobreza.

Todos ganharam mais autonomia e seus direito Sociais passaram a ser respeitados, mas por outro lado, a burguesia conduziu o processo de forma a garantir seu domínio Social. Pronto, foi estabelecida as bases de uma sociedade burguesa e capitalista, foi estabelecida a revolução.
Dia 13 de Julho foi comemorado o aniverssário da queda da bastilha, a Assembleia constituinte Francesa aprovou 335 votos a favor e apenas um contra, a lei que proíbe o uso da burca, véus e trages usados por mulheres mulçumanas.

A França tem uma profunda história de estado Laico e isto fez bem ao mundo. Em 1880, mais de um século atrás o estado retirou os crucifícios e simbolos religiosos dos tribunais, escolas e repartições públicas. O ensino Religioso foi retirado do currículo escolar. Em 1905, a lei do Estado Laico rompeu a concordata entre a França e o vaticano, confiscando os bens da Igreja e suprindo todas as subvenções. desde então a França se manteve fiel a separação Estado-Igreja.

Ano passado o presidente Nicolas sarkozy disse que a burca não é um símbolo religioso e que não seria bem vindo ao território da Repúblia francesa, pois a liberdade de expressar a religião e a liberdade da conciência são direitos Fundamentalistas. Acrescentando uma proibição que restringe a religião mulçumana e enviará um novo sinal a muitos mulçumanos Franceses de que não são bem vindos em seu país.
Pelo visto seus imigrantes e seus descendentes, mesmo nascido na França não se incluem nesta categoria dos bons franceses. Os fundamentalistas especialmente seriam hospedes não bem vindos, que desrespeitariam a casa que os recebe.
Mas também, qual mulher emancipada aceitaria ver o mundo por uma tela a vida toda?? Mas se fosse uma escolha e o modo como determina que a mulher escolheu viver sua fé, teria o Estado direito de proibi-la por considerar sua escolha indigna?? Parte sempre de que elas usam o véu integral porque não tem escolha portanto esta não é toda verdade. Uma boa parte talvez não tenha mesmo. Em verdade existem aquelas que acham que esta é uma maneira de viver sua Religião. Como o Estado Francês vai saber quais são obrigadas a usar o véu e quais escolheram usar o véu??

O Estado não deva se meter com as vestimentas ou expressão religiosa pois a lei marginaliza a já sofrida população, pois liberdade só é possível convivendo com as diferenças.

Ruy Silva Barbosa ( A Revolução Francesa a Mulher e a Burca)

Obs da Rô: Creio que o melhor caminho para manter a liberdade, igualdade e fraternidade seria proibir a obrigatoriedade e nunca excluir.

Pastor Silas Malafaia concede entrevista para Organizações Globo



Ao Extra Online, jornal do conglomerado Globo, de 17 de julho de 2010, em vídeo de um minuto e nove segundos, com olhos fitos na câmera, pausadamente, o Pr Silas Malafaia diz:

"Quero dizer que eu saí da Assembleia de Deus... da convenção! Você precisa entender que a Assembleia de Deus como igreja não tem nada a ver com a convenção, que é de pastores, chamada CGADB. A convenção tem esse nome: Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil. É uma entidade de pastores. Tanto é que eu saí dessa convenção e o nome da minha igreja continua sendo Assembleia de Deus. Porque eu tenho um projeto grande de abrir igrejas por esse país afora, certo? Existem milhões de brasileiros que, como... O brasileiro é um povo muito bondoso e de um coração muito desejoso de Deus. E eu creio que eu posso com uma mensagem da Bíblia, ganhar muitos brasileiros para Jesus e para o Evangelho. Então, com isso eu estou desimpedido de estruturas políticas denominacionais para abrir igrejas e fazer a obra que Deus quer que eu faça".

Na entrevista, Malafaia explica outros motivos para ter saído da CGAD, cita o Pr. José Wellington Bezerra da Costa, Bispo Manoel Ferreira, comenta sobre sua meta de chegar aos mil templos em cinco anos e também fala sobre homossexuais.

Leia as dez perguntas da repórter Eliane Maria e as respostas que Silas Malafaia concedeu: Extra Online - Silas Malafaia diz que havia descalabro administrativo na CGADB.

E.A.G.

Postado por Eliseu Antonio Gomes

Bom. Confira a entrevista:

O que o senhor denunciou, exatamente?
O que me chamou a atenção foi a má gestão financeira. A Convenção passava cheques sem fundos. Como uma instituição cobra dos pastores e tem o nome sujo no SPC e no Serasa? A má gestão é por incompetência deles mesmo, porque a Convenção tem 50 mil pastores!

O senhor mudou o nome da Assembleia de Deus da Penha. Essa mudança e a saída da CGADB significam que vai criar outra igreja?
A fábrica de conjecturas é grande (risos). A Convenção não é de igrejas, é de pastores. Eu saí da CGADB, mas não da Assembleia de Deus. O pastor Manoel Ferreira, meu amigo, é da Assembleia de Deus e também não pertence à CGADB, pertence ao Ministério de Madureira (Conamad). A CGADB representa 60% dos membros da Assembleia de Deus, o pastor Manoel Ferreira 30% e sobram outros 10%...

Pretende criar outra convenção com eles?

Não. Algumas pessoas já me disseram que se fizesse isso me acompanhariam, mas não quero não. Lá na Convenção tem milhares de homens decentes, honestos. Não é porque saí de lá que vou cuspir no prato em que comi. Não é por meia dúzia de cabras que vou deixar de defendê-la.

Quantas serão?
Somos 91 igrejas, com 20 mil membros, no Rio, em Pernambuco e no Espírito Santo. Em cinco anos vamos entrar no país inteiro, com mil. Em Curitiba, Salvador, Vitória e Porto Alegre ainda este ano. Estamos treinando pastores, não queremos ninguém de fora. Nós temos muita credibilidade, a igreja e eu.

Por que mil igrejas?

Gosto de metas. Há um clamor para isso porque eu sei o que está acontecendo em muitos lugares. Muitas pessoas estão deixando as igrejas por conta do conservadorismo. Sei que sou a opção para essa gente.

O senhor vai fazer campanha para algum candidato?
Ainda não tenho candidato para governador e presidente. Posso até apoiar algum e influenciar meu segmento, mas não vou usar o nome da igreja. Falar em nome das pessoas é covardia. O pastor que fala que a denominação vai votar em alguém está ludibriando o candidato. Eu digo na igreja: “Meus queridos, não vai ter anjo sentado na urna para dedurar seu voto ao pastor”.

O que o senhor achou da polêmica sobre a música Adão e Ivo (considerada homofóbica por condenar o casamento entre pessoas do mesmo sexo)?

Qual o problema? A música está errada? A Bíblia não fala mesmo de Adão e Ivo. Dizem que eu sou o inimigo público número 1dos homossexuais. Querem confundir crítica de comportamento com preconceito. Eu sou livre para criticar o comportamento. Eles foram burros porque quiseram criminalizar quem é contra. Aí, me chamaram para a briga. São o grupo mais intolerante da pós modernidade porque não suportam críticas. Será que é porque não têm segurança do que são?



Siga o Religião e Fé no Twitter:
http://twitter.com/religiaoefe.

A dor de uma mãe . Aos prantos e bastante abatida, Cissa Guimarães chega ao velório do filho.




Aos prantos e bastante abatida, Cissa Guimarães chegou ao velório do filho Rafael Mascarenhas por volta das 11h da manhã desta quarta-feira (21).

Na companhia do filho João Velho, a atriz não escondia a tristeza por ter perdido o caçula de forma tão trágica na terça (20).

Rafael morreu após ser atropelado por um carro quando andava de skate em um túnel interditado no Rio de Janeiro.

Entenda o acidente

A imprudência no trânsito silenciou de forma precoce, na manhã de terça-feira, a carreira promissora do músico Rafael Mascarenhas, 18 anos, filho caçula da atriz Cissa Guimarães. O rapaz andava de skate na pista sentido Gávea do Túnel Acústico -que estava sem tráfego devido à interdição para manutenção do Túnel Zuzu Angel, 4,9 km antes- quando foi atropelado pelo Siena KXR-0394, dirigido pelo estudante Rafael de Souza Bussamra, 25 anos, que estaria em alta velocidade. Ele está sendo investigado por homicídio culposo (sem intenção).

O acidente foi à 1h35. O filho de Cissa e amigos andavam de skate quando foram surpreendidos pelos dois veículos. Rafael disse que buzinou e piscou o farol, mas alega que o skatista teria feito manobra brusca. O Corpo de Bombeiros foi acionado à 1h49 e chegou ao local em menos de cinco minutos. Com politraumatismo, Rafael foi levado com vida ao Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, onde foi operado, mas morreu às 8h.

Lamentável!

Fonte
:

21 de julho de 2010

A História Oculta do Mundo Islâmico : A Pedofilia do Hamas Infância perdida, abuso certo: Você ficará calado?












Um evento de gala ocorreu em Gaza. O Hamas foi o patrocinador de um casamento em massa para 450 casais. A maioria dos noivos estava na casa dos 25 aos 30 anos; a maioria das noivas tinham menos de dez anos.
Grandes dignatários muçulmanos, incluindo Mahmud Zahar, um líder do Hamas foram pessoalmente cumprimentar os casais que fizeram parte desta cerimônia tão cuidadosamente planejada.
“Nós estamos felizes em dizer a América que vocês não podem nos negar alegria e felicidade”, Zahar falou aos noivos, todos eles vestidos em ternos pretos idênticos e pertencentes ao vizinho campo de refugiados de Jabalia.
Cada noivo recebeu 500 dólares de presente do Hamas
As garotas na pré-puberdade, que estavam vestidas de branco e adornadas com maquiagem excessiva, receberam bouquets de noiva.
“Nós estamos oferecendo este casamento como um presente para o nosso povo que segue firme diante do cerco e da guerra”, discursou o homem forte do Hamas no local, Ibrahim Salaf.
As fotos do casamento relatam o resto desta história sórdida:
casamento-hamas-pedofilia-noivas-criancas
Noivas de 4 a 10 anos: Presentes de 500 dólares
O Centro Internacional Para Pesquisas Sobre Mulheres estima agora que existam 51 milhões de noivas infantis vivendo no planeta Terra e quase todas em países muçulmanos.
Quase 30% destas pequenas noivas apanham regularmente e são molestadas por seus maridos no Egito; mais de 26% sofrem abuso similar na Jordânia.
Todo ano, três milhões de garotas muçulmanas são submetidas a mutilações genitais, de acordo com a UNICEF. A prática ainda não foi proibida em muitos lugares da América.
V
Nesta hora até a miséria desaparece de Gaza: carros de luxo para meninas reduzidas a lixo
A prática da pedofilia teria base e apoio do islã. O livro Sahih Bukhari em seu quinto capítulo traz que Aisha, uma das esposas de Maomé teria seis anos quando se casou com ele e as primeiras relações íntimas aos nove. O período de espera não teria sido por conta da pouca idade da menina, mas de uma doença que ela tinha na época. Em compensação, Maomé teria sido generoso com a menina: permitiu que ela levasse todos os seus brinquedos e bonecas para sua tenda.
Mais ainda: talvez o mais conhecido de todos os clérigos muçulmanos deste século, o Aiatóla Komeini, defendeu em discursos horripilantes a prática da pedofilia:
Um homem pode obter prazer sexual de uma criança tão jovem quanto um bebê. Entretanto, ele não pode penetrar; sodomizar a criança não tem problema. Se um homem penetrar e machucar a criança, então ele será responsável pelo seu sustento o resto da vida. A garota entretanto, não fica sendo contada entre suas quatro esposas permanentes. O homem não poderá também se casar com a irmã da garota…É melhor para uma garota casar neste período, quando ela vai começar a menstruar, para que isso ocorra na casa do seu marido e não na casa do seu pai. Todo pai que casar sua filha tão jovem terá assegurado um lugar permanente no céu.
Para finalizar, o vídeo abaixo traz informações sobre espancamentos realizados contra meninos no mundo muçulmano para “estudarem melhor”, que incluem açoitamentos, escravidão de menores e a venda de meninas de 8 anos ou até menos como noivas no Sudão e em outras países da região. Tudo, com carimbo do islã radical:

Esta é a história que a mídia não conta, que o mundo se cala e não quer ver, ou que não querem que você saiba. Mas agora você está ciente, não tem mais jeito! Vai ficar calado? Cobre os veículos de mídia, aja! Se você não fizer nada, ninguém poderá salvar estas vítimas inocentes do inferno do Hamas e similares.
casamento-hamas-pedofilia-noivas-criancas

A denúncia é do Phd Paul L. Williams e está publicada no blogthelastcrusade.org
e no Familia em Foco

Fonte:de olho na mídia

Qual frase te serve de motivação??













A minha:

"Não entre em luta corporal com um porco, ambos vão se sujar , a diferença é que o porco vai adorar rssr
Tudo na vida passa". Ou não grite sua felicidade, porque a Inveja tem sono leve"
O mundo é redondo, tudo que você faz para as outras pessoas tem retorno em dobro!!!!!!!
"A distância entre a realidade e o sonho chama-se trabalho."
Se quiser vencer-me só me matando, mas tem que está preparado pra morrer também."
"Você é seu maior patrimônio."
" A vida é como um espelho: obtemos os melhores resultados quando sorrimos."
"para o verdadeiro sucesso pergunte a si mesmo 4 questões:
1-por que?
2-por que não?
3-por que não eu?
4-por que não agora?"
Sertão...
Ser tão sem
Sem ser tão
Tão sem ser
"O amor é como a grama...a gente semeia, rega, apara, vê crescer, e quando está tudo lindo, vem uma vaca e acaba com tudo."
agora sem brincar .
uma das que me movem "Seja porém o teu falar sim ,sim;não ,não".
E você ?? Qual é a sua frase?? fique a vontade rssr

20 de julho de 2010

Estas Crianças contam com você














Por Alan Capriles

O que você faria se Deus o chamasse para fazer missões no país mais difícil do mundo para se viver? É fácil responder
que iria, mas não é tão fácil quanto viver lá. Estou me referindo ao Níger, país africano, de maioria muçulmana, e com o
mais baixo nível de IDH (Índice de Desenvovimento Humano) do mundo! Tudo por lá é mais difícil... Agora, imagine ser missionário em um lugar assim e ainda ter que cuidar de 120 crianças!
Este é o desafio de um jovem casal que ajudamos, Jefferson e Anibelli. Em 2009 eles tiveram de assumir a Escola Anoura, no Níger, que foi construída por outros missionários, mas que estava prestes a ser desativada.

Para que dezenas de crianças não ficassem sem alimentação, estudo e evangelização, os missionários Jefferson e Anibelli assumiram a diretoria da Escola. Para isto, tiveram que mudar seus planos, pois não haviam ido para a África com este

propósito, mas sim para fazer missões entre os Tuaregues.

Minha intenção com este artigo é lhe apresentar este casal, a Escola que dirigem e, principalmente, motivá-lo a contribuir mensalmente com esta obra de amor. Por favor, leia e ouça a voz do Espírito Santo em seu coração:

A Escola Anoura


(Trecho da carta enviada pelos missionários, em Julho de 2009, quando assumiram a Escola)
A mais de 6 anos um sonho nasceu no coração de Deus, e Ele escolheu pessoas especias para realiza-lo. Foi então que a escola Anoura nasceu, através do trabalho suado de muitos missionários que passaram pelo Niger e deixaram suas marcas.

Hoje em dia não estão mais entre nós aqui no Niger, pois Deus os direcionou para outros lugares sedentos também, mas não podemos deixar de ressaltar sua imensa colaboração para que essa escola existisse hoje.
Atualmente a pequena semente que eles semearam cresceu bastante e a Escola Anoura já tem 80 alunos* matriculados, ótimos professores e sobretudo, tem sido um testemunho do amor de Deus no bairro onde é localizada.
Após a saída de muitos missionários Deus enviou outros e o trabalho nunca parou, graças a isso muitas crianças daquele tempo até agora tem tido a oportunidade de serem educadas segundo os padrões e ensinamentos cristãos. Cremos na evangelização infantil e no impacto que ela pode causar nessa e na proxima geração. As crianças são o futuro do mundo, e porque não dizer o presente também, pois através delas suas familias podem ser alcançadas pelo amor do Senhor.
Nossa escola desde seu inicio tem sido mantida pela ajuda de pessoas que foram tocadas por Deus de o fazerem. Este ano temos passado por alguns momentos dificeis, onde até a alimentação das crianças poderá ser cortada ao final do ano letivo.
Precisamos também urgentemente terminar nossa construção do prédio e para isso precisamos de mais recursos, lembrando que nós estamos aqui por um sonho de Deus. Ele nos manteve até aqui e não nos deixará agora.
Não cremos no sustento das mãos humanas , mas sim, que por meio delas vem o Sustento do Pai. Jorge Müller foi um exemplo de fé, ele não parou mesmo quando as circunstâncias diziam que não, e Deus o honrou grandemente.
Queridos, contamos com suas orações, e se Deus quiser te usar para abençoar este projeto, não exite em nos contactar. Deus os abençoe hoje e sempre ...
(*) Hoje já são mais de 120 alunos e os desafios aumentaram ainda mais.

Os Missionário

Jefferson e Anibelli foram enviados à Africa por meio da World Horizons (WHBrasil). Mas contam com ofertas voluntárias
para realizar a obra de Deus. Você pode conhecê-los diretamente, por meio de suas páginas na internet. Apesar das dificulades que encontram no Niger, eles tem conseguido acessar a internet por meio de alguma Lan-House no centro da cidade, mantendo suas páginas atualizadas. Visite os links abaixo e conheça melhor os desafios que eles enfrentam neste país muçulmano:
agadez10.spaces.live.com
missaonigerjb.blogspot.com

AJUDA MISSIONÁRIA

Se você é membro da Igreja Bíblica Cristã, ou tem facilidade para estar em nossa sede, poderá solicitar um carnê missionário. São carnês personalizados, que contém, cada qual, a foto de uma daquelas 120 crianças da Escola Anoura. Nosso propósito é que, além da contribuição mensal, nossos irmãos estejam orando especificamente pelas crianças que foram "adotadas". O valor para contribuição mensal é de, no mínimo, 10 reais. A quantia pode ser entregue em nossa igreja, a fim de ser depositada na conta dos missionários. Este processo é seguro e transparente.

Caso você não tenha como solicitar seu carnê, anote a conta na qual poderá realizar o depósito de qualquer quantia:
Banco do Brasil
Agencia 4569-1
Conta poupança: 6834-9
Variação : 01
Jefferson Luiz Garcia
Se cada seguidor deste blog contriuir mensalmente com, pelo menos, 10 reais, isto fará diferença. Se for com mais de 10 reais, fará uma grande diferença. Por favor, colabore. Estas crianças precisam de você.
“Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade.” (1João 3:18)
P.S.: Se você é blogueiro, cole este artigo em seu blog e nos ajude nesta campanha missionária!
Deus lhe abençoe cada dia mais!
Postado por Alan Capriles

Fonte: Alan Capriles

Feliz dia do amigo.



Postado por Rô


Pv. 17:17 “Em todo tempo ama o amigo, e na angústia se faz o irmão.”


Os semelhantes se atraem. Uma amizade sincera é presente de Deus, pois os amigos são jóias raras e fazem parte dessa grande engrenagem que é o mundo, portanto, para querer e também dedicar toda atenção possível a alguém, tem que haver a verdadeira amizade. Gostar de estar junto à outra pessoa é mais comum do que se pode imaginar e para estabelecer essa relação tem que estar atento a alguns fatores bem básicos, como demonstrar benevolência, afinidade, coincidência de gostos e sentimentos que geram amizade. Se observarmos ao longo de nossas vidas, perceberemos que na medida em que o tempo foi passando, naturalmente os amigos foram mudando, e isso se deve ao desenvolvimento cultural, moral e espiritual de cada um ao longo de sua caminhada particular. Só estamos em relação com alguém, quando nos encontramos no mesmo nível mental, e por esta razão ao gostarmos de alguma pessoa, devemos acompanhar a sua evolução cultural, como um ser humano e também como ser espiritual, ou caso de viermos a evoluir, esse alguém é que terá que nos acompanhar. Se um dos dois lados se adianta enquanto o outro perde tempo por ter ficado parado á amizade perde o sentido, pois os assuntos nunca batem e aos poucos, cria-se uma ruptura na relação, até afastar de vez aqueles que outrora eram grandes amigos. Mas isso não é motivo para quem ficou para trás, invejar o que progrediu na vida, pois quando as pessoas se gostam de verdade, deve sempre torcer uma pelo sucesso uma da outra, e mesmo que estejam distantes o verdadeiro amigo se dedica sem pedir nada em troca, a não ser o reconhecimento desse amor demonstrado.
Não devemos desprezar os amigos, eles são presença para todos os momentos e sempre querem o nosso bem, nos estima e respeita, são nossos cúmplices nos melhores momentos de nossa vida. Ao entrar na vida da gente nos revigora e quando vão embora sempre deixam um pouco de si e leva um pouco de nós com eles, e mesmo longe, nunca esquecem da gente. São semelhantes a nós em tudo, nos atraí e sempre são gratos pelos momentos vividos juntos conosco, nunca nos apagam da memória e nos amam e quando os nossos filhos nascem é de praxe querer mostrá-los aos amigos e quando os filhos crescem, costumamos mostrar para eles, as fotos já amareladas pelo tempo, dos amigos, que viveram conosco os melhores anos de nossas vidas.
.
Feliz dia do amigo, em especial aos meus amigos da blogosfera que fazem o meu blog. Amo vocês demais, me perdoe se ficou alguém de fora , mas é que são tantos.

Mariani Lima,Regina Farias, Adriana, Eduardo Medeiros, Pr.Ciro Chances Zibrordi, Pr. Alan Capriles, Eder Barbosa, Selma, Claudio Nunes Horácio , Marcos Vasconcelos, Kleidiane, Paulinha, Pc Amaral, Vovó Noemia, Aldo Santos, Hubner Braz,Bianca Ventura, Rossana Pinheiro, Papo desenhista, Clovis Cabalau, Rodolfo do blog a liberdade em Cristo, Presb. Fabio Scofield, Cyrus do Observatório Teológico,Elaine Família em foco, Luciano do Escritura em foco,
Nilma.
Sem esquecer dos meus colaboradores também: Pr David Nepomuceno, Rosane Guimarães, Helena Damasceno, E Paulo Henrique meu amigo da estrela solitária rsrs e tantos outros que sempre estão aqui comigo. A vocês um feliz dia do amigo. Obrigada a todos!!

18 de julho de 2010

Vencendo toda Timidez!












Postado por Rô


A Bíblia diz em 2º Timóteo 1:7 Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação. Sinal que podemos vencer toda a timidez dependendo do Espírito Santo, Junto a Luz da Bíblia. E com ajuda médica também é claro, nunca descartando, os que foram chamados para isso.
Podemos perceber a timidez do ser humano de várias formas distintas tanto físicas como emocional, são elas: suor frio, gagueira, vermelhidão do rosto, tremura das pernas, o estômago fica embrulhado, sente medo, vergonha e apreensão. O aspecto comportamental também sofre alteração, pois o individuo tende a falar com a voz baixa, sempre olhando para o chão, inventa desculpa para terminar a conversa ou ficar distante do grupo. São pensamentos que tende a levar o homem à derrota achando que não vão conseguir nada na vida e que ninguém gosta dele, fico imaginando como deve ser difícil viver assim.
O tímido sempre estar com sua auto-estima baixa, por ser pessimista sobre si próprio , sendo ele um narcisista, considera-se o centro das atenções, achando que todos estão reparando no que faz, e por isso, vira um perfeccionista. E sente-se derrotado por acreditar que existe uma fórmula certa para agir mas que desconhece”.
Na maioria dos casos, o tímido tem dificuldade para se apresentar em público e falar com estranhos, principalmente do sexo oposto ou autoridades. Sendo as situações mais constrangedoras estão: receber elogios, pedir aumento ao chefe, negociar preços e fazer qualquer tipo de reclamação. É importante não confundir timidez com introversão.
O tímido sofre porque quer se socializar, participar da festa com os amigos, da discussão com os colegas de trabalho. Ele simplesmente acha que não consegue. Já a pessoa introvertida enfrenta tranqüilamente todas essas situações, mas, se tiver a opção, prefere ficar em casa lendo um livro ou fazendo o dever sozinha. Vencida a barreira inicial, o tímido tem até mais facilidade para estreitar uma amizade, porque ele é verdadeiro. A timidez não é um defeito e só precisa ser combatida quando a pessoa se sente prejudicada.
No contexto atual, estamos permeados pela necessidade de agilidade, perfeição, tolerância, auto-estima, consumo, equilíbrio, sucesso, poder, beleza. Mas será possível em nossa condição humana preencher todos esses requisitos?
Amados, acho que um tímido não escolhe esse perfil, esse traço de personalidade e acrescento o sofrimento destes é devastador, não tem um que gosta do seu jeito de ser, devido a muitas oportunidades que perdem em sua vida material, assim como, o peso insuportável de ser muitíssimo limitado em sua vida espiritual.
Naquela passagem em que os apóstolos estão na embarcação e entram em total desespero por causa da tempestade e que Jesus depois de apaziguá-la diz: Porque sois tão tímidos? Neste evangelho está descrito desta forma, quanto nos outros ele chama os apóstolos de homens de pouca fé... Será que o significado de timidez que a bíblia relata não seria uma fé minguada?
Vocês imaginam, como deve ser a reação dos irmãos quietinhos quando é anunciado: “vamos ler a palavra que nos é revelado no livro de apocalipse capítulo 21.
Graças a Deus que nunca sofri deste mal. Queridos o que vocês acham? Paz!

Juíza Argentina se nega acasar gays mesmo que custe sua própria vida.







Argentina é o primeiro país da América Latina a autorizar o casamento entre homossexuais

Por Redação OGalileo

Uma juíza de paz argentina afirmou nesta sexta-feira que jamais realizará o casamento de casais homossexuais, um dia depois de o Senado aprovar uma lei que autoriza tal união.

— Que me acusem do que quiser. Deus me diz uma coisa e eu vou obedecer com todo rigor, mesmo que custe meu posto, e mesmo que me custe a vida, porque primeiro está o que Deus me diz — afirmou Marta Covella, juíza de paz da cidade de General Pico.

— Fui criada lendo a Bíblia e sei o que Deus pensa. Deus ama a todos, mas não aprova as coisas ruins que as pessoas fazem. E uma relação entre homossexuais é uma coisa ruim diante dos olhos de Deus — assinalou.

A Argentina se converteu na madrugada de quinta-feira no primeiro país da América Latina a autorizar o casamento entre homossexuais, com uma histórica e longa votação no Senado. A lei foi aprovada com 33 votos a favor, 27 contra e 3 abstenções, depois de uma sessão que durou mais de 13 horas e apesar da oposição da Igreja católica, que liderou uma intensa mobilização social para impedir a aprovação do projeto.

A nova legislação visa a reformar o Código Civil mudando a fórmula de "marido e mulher" pelo termo "contraentes" e prevê igualar os direitos dos casais homossexuais com os dos heterossexuais, incluindo os direitos de adoção, herança e benefícios sociais. A Igreja lançou na última semana uma forte ofensiva contra a lei e mobilizou na terça-feira milhares de seus fieis para pressionar contra sua aprovação.

No Brasil, o casamento entre pessoas do mesmo sexo não é legalizado. Entretanto, alguns casais já assinaram contratos de união estável.



Com informações do Zero Hora / Folha SP / Ogalileo e no Blog Guarda de Israel

17 de julho de 2010

Ciume, um sinal de alerta!




Quem nunca ouviu dizer que ciúme é sinal de amor? Que quem ama cuida? Tem zelo pela pessoa amada?
Mas será que o amor tem que está agregado a este sentimento? O que é na verdade o amor? E o que é o ciúme? Por que para muitas pessoas esses dois sentimentos tem de estar juntos?
Sim, é verdade que quem ama se importa com a pessoa amada, cuida, zela, se interessa em ver essa pessoa feliz , querida e respeitada.
Mas acontece uma mudança de direção, ou seja, uma distorção quando entra em cena um sentimento tão desagradável chamado ciúme, que na verdade não é um sentimento de cuidado e zelo pela pessoa amada, e sim um sentimento voltado pra si mesmo, é um sentimento egoísta, de alguém que quer a atenção da outra pessoa voltada totalmente pra si, é como se tivesse medo de perder a atenção que acha ser totalmente restrita a ele(a).
Em muitos casos chegam a fantasiar traições, e imaginam serem excluídos dessa relação, é o medo da perda. E quando isso vira uma paranóia, o ciumento(a) tem certeza que está sendo traído(a) ou abandonado(a), chaga ao ponto de vasculhar a bolsa ou a carteita do outro, as vezes coloca até detetives para seguir a pessoa, procurando pistas que possa corroborar as suas suspeitas. E dessa forma, não tem relação que suporte, pois esse sentimento pode desenvolver fatores psiquico patológico, que leva a pessoa acometer agressividades físicas, tanto a ele(a) mesmo quanto a pessoa que ele diz que ama, e é ai que vira noticias nas páginas de jornais por homicídios, suicídios e etc...
Mas se for um sentimento controlado, pode até fazer com que o relacionamento fique mais apimentado, aí sim, é um sentimento que vale a pena.
Mas estar com uma pessoa que te machuca, te faz sofrer, te faz padecer, isso não vale a pena não, fuja enquanto é tempo! Pois compartilhar a vida ao lado de um ciumento(a), ninguém merece, e quanto mais o tempo passar, mas esse sentimento estará fora dos limites, se a pessoa não procurar mudar as suas atitudes.

Uma coisa é certa, o amor não maltrata e nem machuca ninguém!

Texto de Helena Damasceno
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...