Subscribe:

30 de junho de 2013

Argentinos fazem piada com a mídia mentirosa da Globo

Carta aberta à Presidenta Dilma Rousseff


Carta aberta à Presidenta Dilma RousseffPor Marisa Lobo 
Excelentíssima senhora presidenta da República
Meu nome é Marisa Lobo, sou psicóloga, cidadã desse país, presidente do Corpo de Psicólogos Pró-família, coordenadora nacional da Campanha contra a Legalização da Maconha, consultora do Fórum Nacional de Ação Social Evangélico e voluntária do movimento. Entre outras funções que exerço, está o meu direito de professar minha  Fé. Sou cristã evangélica, participo e lidero parte do movimento nacional cristão contra a desconstrução da família, represento em minhas ações, entidades, profissionais cristãos católicos e evangélicos, muitos sem rosto, líderes que lutam por um país melhor e que para seu conhecimento, sem ostentar sua denominação religiosa. Este povo, que hoje seu governo rejeita, tem ido às ruas protestar contra essa atual política, essa corrupção que se instalou em nosso Brasil. O povo acordou e nós evangélicos fazemos parte de pelo menos 30% desse povo e temos e exigimos nossos direitos.
Dirijo-me à senhora em carta aberta para lembrá-la que somos evangélicos por opção e direito constitucional; pagamos impostos, trabalhamos colaborando com o país e com seu governo em causas sociais, preenchendo lacunas que, reconhecidamente pela senhora e o governo de forma geral, não consegue preencher, como a questão das drogas, por exemplo, e da violência contra a mulher e à criança e adolescente. Somos uma comunidade, excelentíssima presidenta, que faz parte segundo IBGE, de 30% da população nacional (evangélica) em um universo de 90% da população Cristã, e de 98% de um povo que tem fé e acredita em Deus, na família como fator protetivo e preventivo, e lutamos em nossa caminhada para reconstruir essa família; sem drogas, sem aborto, sem violência e fazemos isso de maneira voluntária na maioria das vezes.
Por causa de nossa fé que é cristã evangélica, muitos de nós temos sido massacrados por uma cultura de morte que se instalou em seu governo, e na política atual, que tem se declarado em suas ações e atitudes contra esta família, que tem  princípios religiosos. Por  motivação de pura intolerância e preconceito, muitos  se esquecem de que somos uma maioria  e que vivemos em um país laico (não ateu) e democrático por direito. Acreditava até a data de hoje, 28/06/2013, que se tratava somente de intolerância religiosa, mas pelas atitudes de seu governo creio que estamos prestes a sermos bode expiatório de um golpe para afastar o cristão de forma geral de todas as políticas públicas de seu mandato. Dessa forma entendo seu governo como perseguidor intelectual de cristãos, pois nos deixa à margem das políticas públicas e nos usa apenas como números (voto). O que seu atual governo acredita que somos? “Idiotas úteis”? Massa de manobra?
Não permitiremos que nos use nessa situação negativa  para manipular fatos, o Brasil clama por justiça e nós independente de nossa fé, não nos permitiremos sermos bode expiatório, para desviar o foco das atenções que é a corrupção e a  má administração pública. Nós fazemos parte desse movimento, estamos indignados e estamos indo às ruas unidos ao povo porque somos este povo.
Hoje me questionei se vossa excelência teria a coragem de usar um segmento da sociedade, perseguido por grupos minoritários de forma intelectualmente desonesta com anuência de seu governo e da mídia que os protege, por não saber gerenciar esses conflitos. Vai desviar o foco engrossando o coro daqueles que de forma intolerante nos acusam de proselitistas, fanáticos, fundamentalistas, homófobos, por sermos crentes em Deus? Vai permitir que a bandeira de Direitos Humanos seja utilizada como arma ideológica das minorias contra as maiorias de forma unilateral e se perder em seus discursos de direitos para todos?
Saiba que por trás desse apelo todo da mídia, inclinada a proteger o movimento LGBTT, existe uma parte desse grupo mal intencionada que só pretende acusar, desconstruir, difamar o cristianismo. Existe uma ideologia minoritária de ativistas políticos, travestida de direitos que legislam em causa própria, apoiada por uma mídia desonesta que induz preconceito contra cristãos taxando-os de homófobos em suas edições de jornais, revistas e emissoras de TV para implantar na cabeça da população que somos justamente o oposto do que pregamos e vivemos. Não digníssima presidenta, não podemos tolerar mais isso, pois somos nós os “religiosos” (e aqui incluo todas as religiões) que não medimos esforços tentando preencher as lacunas de seu governo no âmbito social e moral.
Hoje me senti humilhada quando recebi uma ligação e mensagens em minhas redes sociais de pessoas do Palácio dizendo que a senhora está convocando várias entidades sociais para uma conversa sobre as manifestações contra a corrupção no Brasil, inclusive recebeu o movimento LGBTT, e reafirmou seu compromisso em defender e impedir a violência contra a comunidade LGBTT. Muito louvável, e concordo ser muito importante que um governante defenda todas as classes e todos os grupos sociais contra discriminação e preconceito, mas me questiono indignada porque não está na sua “agenda” convocar lideranças evangélicas? E por acaso não fazemos parte da Nação? Ou os impostos caríssimos que pagamos para o governo não pagam as contas e não contribuem com  o desenvolvimento desse país?
Confesso que, como mulher a admiro, pois foi a primeira mulher a ocupar um cargo tão importante na nossa história. Mas hoje me envergonho, pois seu governo valoriza a cultura de morte, do relativismo, e nega a existência de um povo que luta e que contribui, e que, se move em amor à vida humana em nome sim de um Deus que acreditamos. Não nos envergonhamos e lutaremos por Ele de forma pacífica, mas não nos restringiremos mais em quatro paredes de nossas igrejas, como já demonstramos no evento que a senhora e a mídia não deram atenção, mas que liderado por um de nossos grandes líderes, pastor Silas Malafaia, levou em plena terça-feira, dia de expediente, mais de 70 mil pessoas a Brasília, sem nenhum incidente. Expressamos nossa indignação a favor da liberdade de expressão que está sendo de nós tirada. Após esse ato, movimentos como o Passe Livre, foram às ruas se manifestarem, e nós os “fanáticos” nos juntamos a eles sem preconceito apoiando todas as manifestações por um Brasil melhor.
Por isso através dessa carta quero pedir que a senhora convocque líderes de nossa sociedade (cristãos católicos e evangélicos) e que nos ouça, pois estamos a ponto de explodir, não aguentamos mais, sermos usados apenas para computar votos.
Espero um dia poder escrever outra carta à senhora e elogiá-la por estar sendo imparcial e democrática, pois hoje não posso, afinal, a senhora e seu governo não nos ouvem, só nos usam e se esquecem de que podemos decidir uma eleição, e estamos juntamente com outros grupos sociais patrulhando nossos próprios políticos e não aceitaremos acordos individuais, se é que me entende, Estamos de olho.
Para mostrar ao seu governo que também  temos voz, faço o seguinte apelo nas redes sociais: os internautas que concordam com esta carta, enviem agora e-mails para o gabinete da Presidência, e exija nossos direitos, e que seja dado a nós povo evangélico, bem como aos irmãos católicos, em momentos distintos, o direito de sermos ouvidos e mostrar nossa indignação e nossa contribuição, e que seja imediatamente convocada uma reunião com nossas lideranças principais representativas, como das igrejas Assembleia de Deus, Presbiteriana, Batista, Adventistas, Comunidades, Igrejas em células, Universal, Mundial, entre outras,  líderes que possam estar presente representado a política e a sociedade de forma justa sem preconceito religioso para debatermos a cerca dos rumos de nosso Brasil sem preconceito.
Abaixo segue o e-mail que será direcionado ao ministro Gilberto Carvalho da secretaria geral da presidência. gabinetesg@presidencia.gov.br. A hora é essa povo evangélico, e cristãos em geral, de exigirmos nossos direitos. Por enquanto, em redes sociais, e se não formos ouvidos, vamos engrossar o coro das ruas.
Atenciosamente,
Marisa Lobo franco Ferreira Alves, psicóloga ativista pelas causas da família.

FRASES REAIS RETIRADAS DE BOLETINS DE IGREJAS



a) "No estudo desta noite nosso pastor trará a mensagem intitulada 'o que é o inferno' venha mais cedo e assista o ensaio do coral.

b) "Teremos sorvetada na igreja próximo sábado, as irmãs que forem doar leite cheguem mais cedo."

c) "Para aquelas irmãs que têm filhos e não sabem o berçário fica nosegundo andar"

d) "Após a feijoada do próximo sábado teremos um período de meditação."

e) "Os adolescentes apresentarão no dia 1o uma peça de Shakespeare. Venha assitir esta tragédia."

f) "A irmã Laura agradece a todos os muitos irmãos que contribuíram paraque finalmente ela engravidasse. Foi muito difícil, foi uma luta. Sem suas orações..."

g) "A irmã Zilda estará distribuindo Bíblias na favela na próxima terça. O diabo que se cuide."

h) "Precisamos orar intensamente pelo problema de saúde da irmã Cândida. Não tem Cristo que resolva."

i) "Os irmãos e irmãs que não sabem ler devem devolver os boletins da igreja no final do culto, assim que já tiverem usado."

j) "O novo zelador é o irmão Manuel. Não é casado, mas faz tudo que os outros mandam."

k) "O pastor viajou para o enterro da mãe do irmão Paulo. No culto cantaremos Ouve-se o Júbilo de Todos os Povos."

l) "O diácono irmão Zaqueu convida os homens da igreja para no próximo sábado podarem as árvores."

m) "A todos os irmãos que doaram alimentos à família da irmã Liana a igreja agradece, ela morreu em paz."

n) "Convidamos a todos para possessão do nosso novo pastor no dia 25.
Traga convidados para assistirem.

Marina Silva - Democracia, laicidade e não preconceito e ela vem chegando!

Laicidade é pra defender os que creem e os que não creem.

29 de junho de 2013

Marcha para Jesus diz ter reunido 2 milhões de pessoas em SP


Devido ao evento, o Metrô e a Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo (CET) farão uma operação especial neste final de semana Foto: Gabriela Biló / Futura Press
Devido ao evento, o Metrô e a Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo (CET) farão uma operação especial neste final de semana
Foto: Gabriela Biló / Futura Press
​Reunindo cerca de 2 milhões de evangélicos nas ruas do centro de São Paulo, segundo os dados fornecido pelos organizadores, a chamada Marcha para Jesus realizou sua 21ª edição neste sábado atraindo fiéis de todo o País e, inclusive, do exterior.
De acordo com o pastor Estevam Hernades, líder das igrejas organizadoras da marcha, assinalou durante sua pregação que 2 milhões de pessoas percorreram o trajeto proposto pelo evento, da Praça da Luz até a Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, situada, na Zona Norte, onde uma série de shows estava programada.
"Acho que muitas pessoas também foram motivadas pelas manifestações", declarou Hernandes ao falar sobre o grande número de pessoas no evento, que, por sua vez, coincide com a onda de protestos populares iniciadas há quase três semanas.
O deputado e pastor Marcos Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, liderou um dos carros da marcha, mesmo diante das criticas em torno do projeto de lei conhecido como "cura gay", no qual a homossexualidade é considerada uma doença.
A marcha deste ano teve como tema central de reflexão o "Novo Tempo", enquanto os cantores gospel animava o público presente desde o trio elétrico que puxava o evento. Já na Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, os shows ficaram por conta de nomes como Aline Barros - ganhadora do Grammy Latino em 2012 -, Regis Danese, André Valadão e Cassiane, entre outros.



EFEEFE - Agencia EFE - Todos os direitos reservados. Está proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agencia EFE S/A.

Lula sobre Dilma: ‘Se me dissesse que ia falar com Fernando Henrique, eu desaconselharia


Lula foi aconselhado por um amigo, no início da semana, a entrar em cena para apagar um princípio de incêndio no PMDB. Sem consultar o vice Michel Temer, Dilma Rousseff lançara a ideia de convocar uma Constituinte para fazer a reforma política. A coisa ficou feia, disse o interlocutor a Lula, sugerindo-lhe que tocasse o telefone para Temer e Cia.
A resposta de Lula foi inusual. Ele se absteve de defender Dilma, como faz habitualmente. Preferiu indagar: sabe por que o PMDB tá puto? Foi adiante: Tá puto porque a Dilma consultou o Fernando Henrique e não consultou o PMDB, não consultou o PT, e não me consultou. Emendou: se me dissesse que ia falar com o Fernando Henrique, eu desaconselharia, eu diria: sou contra.
Lula recebeu mal a notícia de que Dilma enviara o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) em missão de paz junto a FHC. Até 20 dias atrás, não havia hipótese de alguém criticar a presidente na frente de Lula sem que o criador saísse em defesa da criatura. Isso mudou. Disse que não ligaria para os dirigentes do PMDB. Dilma não pediu, alegou. Outra mudança. Noutros tempos, ligaria por conta própria.
Lero vai, lero vem o amigo de Lula desancou a ideia de Dilma de realizar um plebiscito sobre reforma política. O tema é complexo demais para ser esgotado numa consulta popular, afirmou. O povo vai perceber que não é sério, acrescentou. Lula limitou-se a dizer que conversaria com Dilma. Não se sabe se conversou.
O silêncio de Lula intriga o PT. Estranha-se o fato de ele não ter subido no caixote para defender Dilma dos ataques da imprensa e da oposição. Não é do seu feitio fugir de conjunturas espinhosas. No auge da crise dos atos secretos do Senado, por exemplo, ele veio à boca do palco para dizer que José Sarney, por “incomum”, merecia respeito. O pasmo do PT aumentou quando o partido soube que Lula prepara-se para viajar ao exterior. Deve passar a próxima semana ainda mais distante da algaravia das ruas brasileiras.
Atualização feita às 15h54 desta sexta-feira (28): Lula divulgou uma nota. No texto, disse não ter feito declarações atribuídas a ele em notícia da Folha. Elogiou o modo como Dilma gerencia a crise. “Em particular, a presidenta mostrou extraordinária sensibilidade ao propor a convocação de um plebiscito sobre a reforma política”, escreveu. A nota não faz menção à notícia aqui do blog. Nada disse sobre os reparos que fez à missão de paz enviada a FHC.

MELÔ DO MALAFAIA - Letra vocal e instrumental - By Renato Pop

Renato Pop disse...
Olá Rô, da uma ouvida na música e video que fiz para o Malafaia...kkkk- MELÔ DO MALAFAIA.
Taí Renato pra você!!

28 de junho de 2013

A brasa ardente


Rô Moreira

E disseram um para o outro: Porventura não se nos abrasava o coração, quando pelo caminho nos falava...(Lucas 24)
  
Quando ouvimos as pessoas falarem da tal fogueira santa de Israel ou mesmo da fogueira do G-12, onde ao se lançar os pecados escritos num pedaço de papel, até os já perdoados por Jesus, a coisa acontece, eu fico atônita ao ver tanta falta de conhecimento de Deus. Pessoas deixam de viver uma experiência real por ignorância. Não leem as escrituras sagradas e não buscam ter uma vida de oração. Mas não quero falar deste tipo de fogueira, mas sim do que faz parte do passado, dos tempos em que não havia nenhum tipo de barganha em busca de riquezas, nem da complicação do ativismo da vida moderna e dos aglomerados urbanos. Como seria diferente se as fogueiras voltassem a queimar não pedidos de prosperidades, mas os corações distantes, frios e egoístas do homem que vive em busca de riquezas.
Jesus não nos chamou para barganhar, nem tão pouco para uma vida de proibição ou de indulgências.,Ele nos chamou para amarmos o próximo numa relação de  compaixão plena. Mas, para buscarmos esse relacionamento real precisamos conhecê-lo de verdade, sentir o fogo do Espírito dentro de nós, assim como aconteceu com aqueles dois homens no caminho de Emaús. “E disseram um para o outro: Porventura não se nos abrasava o coração, quando pelo caminho nos falava...” (Lc 24)

Lembei-me também da fogueira de Zacarias: ele a fez para anunciar aos seus parentes e vizinhos o nascimento de João Batista. Foi à brasa ardente anunciando um novo tempo brotado do ventre daquela que  chamavam estéril. A brasa que o anjo tocou nos lábios do profeta Isaías foi outro exemplo da presença viva em forma de fogo.
O fogo que queima até por juízo é um fogo divino e não uma ideia de homens sem temor verdadeiros lobos. Tudo que vai ao fogo pelo medo covarde de pecadores sem a conversão verdadeira, não condiz com a natureza daquele que morreu na cruz para nos salvar. A fogueira acesa por Jesus em nossos corações, que por graça do Criador não tem curiosidades ou falsos interesses mas amor pleno ..

A brasa que arde atualmente é a necessidade da reconciliação, a aliança perdida com Deus no jardim do Éden dentro do homem, causando completa ruptura no relacionamento entre ambos. A brasa ardente quer aquecer o seu relacionamento com Jesus, esquentá-lo ao ponto de arder o coração completamente, uma fogueira realmente santa, a brasa do amor de Deus por você. Deus nos abençoe. Paz!

O dia em que João Figueiredo mandou Havelange enfiar a Copa onde ele quisesse.



O dia em que João Figueiredo mandou Havelange enfiar a Copa onde ele quisesse.

O Havelange ofereceu a Copa do Mundo no Brasil e o presidente lhe respondeu: “Você conhece uma favela do Rio de Janeiro? Você já viu a seca do nordeste? E você acha que eu vou gastar dinheiro com estádio de futebol?”.

Eu sabia deste episódio, mas estava meio esquecido.

É isso aí. Os brasileiros, odeiam gente que usam fardas. Se quem usa farda é honesto, então o ódio aumenta. O General Figueiredo foi um dos homens mais inteligentes dos que passaram pela AMAM, mas sabem como é, brasileiro gosta mesmo é de analfabeto, se for esperto, melhor ainda.

Figueiredo morreu com o mesmo patrimônio que tinha anos antes de ser presidente. Já o que se diz metalúrgico, está milionário, o filho dele também está milionário. O "pai dos pobres", esperto como ele só, percebeu que a Copa do Mundo seria um filé para quem não tem escrúpulos.

Pobre Brasil. No passado diziam que o Brasil era o País do futuro. De um futuro que nunca chegava. Hoje podemos dizer: O Brasil é um País sem futuro.

Para quem acha exagero nisso, eu pergunto: Um povo que despreza gente inteligente e honesta, e prefere gente que se orgulha de ser analfabeto e esperto, espera que futuro?

Justiça anula desligamento de Samuel Câmara da CGADB


Justiça anula desligamento de Samuel Câmara da CGADBJustiça anula desligamento de Samuel Câmara da CGADB
desligamento do pastor Samuel Câmara da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) foi anulado pela justiça do Estado do Amazonas nesta quarta-feira (26).
A decisão da Mesa Diretora havia excluído o pastor da AD de Belém (PA) por suposta quebra de decoro, mas a decisão assinada pelo juiz José Renier da Silva Guimarães suspendeu e reintegrou Câmara no quadro de pastores da convenção.
Além disso, ficou determinado o pagamento de uma multa no valor de R$20.000,00 para cada dia que a Mesa Diretora demorar em revogar a primeira decisão.
Samuel Câmara foi desligado no mês de maio depois de uma reunião do Conselho de Ética e Disciplina que julgou as ações de quebra de decoro cometidas pelo pastor e outros aliados durante a AGE que aconteceu em 2012 no estado de Alagoas.
Os pastores Sóstenes Apolos, Jônatas Câmara e Ivan Bastos também foram acusados, mas não chegaram a ser julgados. Sóstenes estava doente e veio a falecer, Jônatas também alegou motivos de saúde e não compareceu no julgamento. Já Bastos só poderá ser julgado durante uma Assembleia Geral Ordinária porque ele foi eleito como 1º Tesoureiro da Mesa.
A justiça também precisou interferir na data destes julgamentos que estavam marcados para acontecer em janeiro deste ano, meses antes da eleição da CGADB. Como os pastores acusados estavam concorrendo a cargos dentro da convenção, a justiça do Amazonas adiou a reunião do Conselho que aconteceu um mês após as eleições.

O Fim de Lula e Dilma: Escândalo Bilionário na Petrobras é Maior Que o Mensalão


Lula sujou as mãos na Petrobras
A compra da refinaria de Pasadena, no Texas, pela Petrobras é o grande escândalo que o PT vinha abafando, mas acabou chegando ao Tribunal de Contas da União e com largas chances de aterrissar na Justiça Criminal.

No início de 2005 a refinaria Pasadena Refining System, de Pasadena, no Texas, foi adquirida pela empresa belga Astra Oil Company, pela quantia de US$ 42,5 milhões; em setembro de 2006 a Astra alienou à Petrobras 50% da refinaria mediante o pagamento de US$ 360 milhões, ou seja, vendeu metade da refinaria por mais de oito vezes o que pagara pela refinaria inteira, um ano e meio antes. Não seria de estranhar, por conseguinte, que a Astra Oil Co. pretendesse vender os 50% que permaneciam no seu patrimônio. Ocorre que, por desentendimentos cuja natureza ignoro, a Astra ajuizou ação contra a Petrobras e nela a Petrobras teria sido condenada e, mercê de acordo extrajudicial, pagou à Astra US$ 820 milhões, pondo fim ao litígio. 

O estranho negócio, que causou prejuízo de pelo menos US$ 1 bilhão à empresa e seus acionistas, tem como protagonistas pessoas muito próximas a Lula e, sob a ótica do escândalo, tem todos os ingredientes necessários para superar com folga o Mensalão do PT. No olho do furacão estão Guido Mantega, ministro da Fazenda e atual presidente do Conselho de Administração da Petrobras; José Sérgio Gabrielli de Azevedo, ex-presidente da estatal petrolífera e atualmente secretário no governo Jaques Wagner; Almir Guilherme Barbassa, diretor financeiro da empresa e presidente da Petrobras International Finance Co., a caixa de Pandora da empresa; Nestor Cerveró, diretor financeiro da BR Distribuidora; e Alberto Feilhaber, funcionário da Petrobras durante duas décadas e há alguns anos trabalhando na Astra Oil, uma das empresas do grupo que atraiu a Petrobras para a refinaria de Pasadena e depois largou a bomba nas mãos dos brasileiros.
Lula e Dilma Quebraram a Petrobras
O escândalo ganha contornos maiores e mais perigosos porque à época do negócio, que pode acabar em tribunal de Nova York a pedido de investidores internacionais, a presidente do Conselho de Administração da Petrobras era Dilma Rousseff, que posicionou-se contra o projeto apresentado por José Sérgio Gabrielli, seu desafeto, mas que por imposição de Lula foi obrigada a aceitar o negócio.
Com um terço do seu valor corroído nos últimos três anos e enfrentando sérios problemas de fluxo de caixa, inclusive com direito a atraso no pagamento de fornecedores, a Petrobras vem assustando o mercado financeiro, cujos analistas apostam em um rombo de alguns bilhões de dólares na estatal. Esse crime em termos de governança corporativa que o PT cometeu na Petrobras é infinitamente mais danoso do que a eventual privatização da empresa.
Acontece que nenhum ser humano minimamente lógico e dotado de inteligência, a ponto de ser guindado a cargos de direção em uma empresa como a Petrobras, aceita um negócio lesivo, como a compra da refinaria texana, sem que haja um plano diabólico por trás.
O Ministério Público Federal (MPF) já se debruça sobre o preâmbulo de uma ação que investigará casos concretos de superfaturamento em contratos firmados pela Petrobras durante a gestão de José Sérgio Gabrielli.
Na mira do MPF também estão outros escândalos envolvendo a Petrobras, como o da Gemini, empresa através da qual governo brasileiro repassou, não de graça, o monopólio de produção e comercialização de gás natural liquefeito (GNL) a uma companhia norte-americana.

MPF abre investigação sobre refinaria de Pasadena


Plataforma da Petrobras
O MPF diz que o fato de a Petrobras ter gastado US$ 1,18 bilhão 
para a compra de uma refinaria "revela possível compra superfaturada 
de ações pela Petrobras"

O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL (MPF) NO ESTADO DO RIO INSTAUROU UM PROCEDIMENTO INVESTIGATÓRIO CRIMINAL PARA APURAR POSSÍVEIS INFRAÇÕES NA COMPRA DA REFINARIA DE PASADENA (TEXAS, EUA) PELA PETROBRAS. A PORTARIA FALA EM POSSÍVEL EVASÃO DE DIVISAS E PECULATO, POR INDÍCIO DE SUPERFATURAMENTO.


A atual presidente da Petrobras, Graça Foster, foi intimada a depor. Também foram intimados dirigentes que estavam no comando da companhia na época em que o negócio foi feito: o ex-presidente José Sergio Gabrielli, o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa e o ex-diretor de Internacional Nestor Cerveró.



A portaria é assinada pelo procurador da República Orlando Monteiro Espíndola da Cunha. O procurador também pede uma série de documentos à companhia, incluindo os contratos com a Odebrecht Engenharia Industrial, que contemplam serviços em Pasadena. A Petrobras revisou este ano para quase à metade o contrato fechado na gestão anterior por US$ 840 milhões.
Dilma era Presidente do Conselho da Petrobras
Serão apurados tanto o acordo com a Odebrecht quanto a aquisição de Pasadena por valor acima do de mercado, dois casos revelados pelo Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado.



O MPF diz que o fato de a Petrobras ter gastado US$ 1,18 bilhão para a compra de uma refinaria que, há oito anos, custou à sua ex-sócia US$ 42,5 milhões "revela possível compra superfaturada de ações pela Petrobras".



E que o teor da representação oferecida ao MPF neste ano pelo Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União relata "ocorrência de fatos capazes de configurar (possível) delito de evasão de divisas".


"Se houve superfaturamento tem de ficar esclarecido, assim como o motivo", disse Espíndola ao Broadcast. "Em tese, dirigentes que participaram podem ter se beneficiado". A investigação pode gerar denúncia à Justiça Federal. Peculato é o crime em que se enquadra desvio de recursos por funcionários públicos. Evasão de divisas é crime contra o sistema financeiro, passível de prisão.

Confira abaixo como a refinaria de Pasadena transformou-se em um bilionário barril de pólvora prestes a explodir e escândalo que que ronda a refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco
Pasadena
Refinaria de Pasadena prejuízo de 1,6 Bilhão para Petrobras
A compra de uma refinaria de petróleo em Pasadena, nos Estados Unidos, considerada obsoleta e pequena para os padrões locais, é o escândalo da vez e tem tirado o sono de muitos integrantes da cúpula petista, preocupados com a reverberação do caso se as investigações avançarem na direção certa, como já demonstra o Ministério Público Federal.
O bisonho negócio começou com a empresa belga Astra Oil comprando a Pasadena Refining System por US$ 42 milhões. Passado um ano, os belgas venderam metade da empresa norte-americana à Petrobras por US$ 360 milhões.
Como todo escândalo petista sempre tem um capítulo extra, a Petrobras foi obrigada pela Justiça dos Estados Unidos, após uma confusão programada, a pagar US$ 839 milhões por uma refinaria sem condições de processar o petróleo brasileiro. A estatal petrolífera tenta, sem sucesso, se desfazer do mico criado, não por acaso, pelo ex-presidente da empresa, o petista José Sérgio Gabrielli de Azevedo, que ostenta em seu o currículo o título de PhD em Economia pela Boston University.
Lula e seu protegido Sérgio Grabielli
A presidente Dilma Rousseff ejetou Gabrielli do comando da estatal, mas desde então não mais tocou no assunto que, quando é lembrado, causa incômodo e nervosismo generalizado no terceiro andar do Palácio do Planalto.
Até agora, a Petrobras recebeu apenas uma oferta pela refinaria em Pasadena: US$ 180 milhões. Atual presidente da empresa, Maria das Graças Foster não sabe o que fazer. Se aceitar a única proposta, colocará no já sacrificado caixa da Petrobras um prejuízo de pouco mais de US$ 1 bilhão, mas há quem garanta que essa conta macabra passa de US$ 1,6 bilhão.
Abreu e Lima
O caso da refinaria de Pasadena é um considerável escárnio, que exige explicação por parte de Dilma Rousseff e de Lula, mas o calo maior no pé da Petrobras está construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco.
Anunciada por Lula com a pirotecnia oficial que todos conhecem, a refinaria de Abreu e Lima deveria seria erguida em parceria com a Venezuela do tirano e moribundo Hugo Chávez, que até o momento não aportou um tostão no empreendimento. Com a Venezuela, que tem 40% do negócio, deixando de honrar o compromisso, restou ao governo brasileiro usar o dinheiro do contribuinte para não interromper a obra.
Com previsão inicial de investimento na casa dos US$ 3 bilhões, o orçamento da refinaria pernambucana já saltou para incríveis e absurdos US$ 20 bilhões, podendo ganhar, até o final do empreendimento, um acréscimo de mais US$ 10 bilhões.
Como o anúncio da morte de Hugo Chávez é uma questão de tempo e será feito somente quando interessar aos bolivarianos que brigam pelo poder na Venezuela, a participação do governo de Caracas na refinaria pernambucana passa a ser uma inflamável incógnita. Pelo desenrolar dos fatos em Caracas, o governo brasileiro terá de arcar com toda a conta referente à construção da refinaria Abreu e Lima. O que permitirá que a corrupção circule à vontade nas raias de mais uma fanfarrice com o carimbo estelar do Partido dos Trabalhadores.

Fontes: Revista exame/uncho.info/Revista Veja

27 de junho de 2013

Surpreendido pelos protestos, Lula convoca jovens para ir às ruas

Em recente encontro com líderes de movimentos sociais, ex-presidente adotou discurso de líder de massa



SÃO PAULO — Surpreendido pelas manifestações que tomaram conta do país, o ex-presidente Luiz Inácio Lula tem reunido os movimentos sociais mais próximos do PT para tratar dos protestos. O tom de Lula impressionou os jovens de grupos como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), a União da Juventude Socialista (UJS), o Levante Popular da Juventude e o Conselho Nacional da Juventude (Conjuve). Em vez de pedir conciliação para acalmar a crise no governo, Lula disse que o momento é de “ir para a rua”. Convidados pelo ex-presidente, cerca de quinze lideranças participaram do encontro anteontem, na sede do Instituto Lula, no bairro do Ipiranga, em São Paulo. Estopim para a onda de protestos, o Movimento Passe Livre (MPL) não foi convidado.
— Ele chamou os movimentos de que tem mais proximidade, queria ouvir, saber a impressão. Colocou que é hora de trabalhador e juventude irem para a rua para aprofundar as mudanças. Enfrentar (politicamente) a direita e empurrar o governo para a esquerda. Ele agiu muito mais como um líder de massa do que como governo. Não usou essas palavras, mas disse algo com “se a direita quer luta de massas, vamos fazer lutas de massas”— disse um líder de um dos movimentos sociais.

Da direção nacional da UJS, que conta majoritariamente com militantes do PCdoB, André Pereira Toranski confirmou o tom do encontro:
— O (ex-)presidente queria entender essa onda de protestos e avaliou muito positivamente o que está acontecendo nas ruas.
Da reunião participaram jovens do movimento sindical, negro e de direitos dos homossexuais. Não foram convidados o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTS) e do MPL, esses recebidos pela presidente Dilma Rousseff.
Lula tem passado os dias reunido com assessores em seu instituto, de onde faz telefonemas a governadores e líderes do partido.


Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/pais/surpreendido-pelos-protestos-lula-convoca-jovens-para-ir-as-ruas-8826721#ixzz2XSDzCfJv
© 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização. 

Gastos de Rose são classificados como ‘reservados’



Para Presidência, divulgação de despesas com cartão corporativo põe em risco segurança.

A Presidência da República classificou como “reservados” os gastos da ex-chefe do escritório do governo em São Paulo Rosemary Noronha com o cartão corporativo. Com isso, só será possível saber como a servidora usou o cartão daqui a cinco anos, conforme previsto na legislação. A classificação foi feita sob a justificativa de que as informações “colocariam em risco a segurança da presidente e vice-presidente da República, e respectivos cônjuges e filhos”.
Há seis meses, O GLOBO solicita acesso ao extrato de gastos da ex-servidora e cobra a divulgação nos moldes em que a Controladoria-Geral da União (CGU) já divulga despesas de servidores, por meio do Portal da Transparência. No entanto, a Presidência se recusou a apresentar os dados, em todas as instâncias de recurso.
O pedido foi feito via Lei de Acesso à Informação, citada na última sexta-feira pela presidente Dilma Rousseff como “poderoso instrumento do cidadão para fiscalizar o uso correto do dinheiro público”, e forma de combate à corrupção “com transparência e rigor”.
Afastada do cargo, Rosemary foi denunciada no ano passado pelo Ministério Público por falsidade ideológica, tráfico de influência, corrupção passiva e formação de quadrilha.
O pedido de informação foi feito pelo GLOBO em 9 de janeiro deste ano, quando os dados ainda não tinham sido classificados. O governo respondeu com planilha informando gastos de R$ 66.062,41 com o cartão da servidora entre 2003 e 2011, em diferentes grupos de despesa. Mas não quis informar em que estabelecimentos foram realizados os gastos, como fora solicitado.
Em resposta a um primeiro recurso, o secretário de Gestão, Controle e Normas da Secretaria de Comunicação Social da Presidência, Sylvio de Andrade, alegou que “despesas contidas nas faturas estavam contempladas na planilha anteriormente enviada", ignorando o pedido de informações sobre onde ocorreram os gastos.
O segundo recurso foi negado pela chefe da Secretaria de Comunicação, Helena Chagas, que não identificou elementos para “revisão da resposta”. A resposta do terceiro recurso, apresentado à CGU, foi adiada duas vezes pela “complexidade da matéria”, e apresentada ontem, quatro meses depois. No período, a informação foi considerada “reservada”.
O ministro da CGU, Jorge Hage, não reconheceu o recurso, e disse que não cabe ao órgão discutir o mérito da classificação, mas à Comissão Mista de Reavaliação de Informação. Perguntado sobre de que forma a divulgação dos dados põe em risco a segurança da presidente e do vice, o governo informou que o mesmo procedimento foi adotado para “todos os cartões da Presidência”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...